Purificação de Nossa Senhora - Senhora das Graças

Purificação de Nossa Senhora – uma festa de muitos títulos

Publicado por

Purificação de Nossa Senhora – uma festa de muitos títulos

Uma festa de muitos títulos

No dia 2 de fevereiro comemoramos a solenidade da Apresentação do Senhor e a festa da purificação de Maria Santíssima. A origem desta solenidade está no Evangelho de São Lucas 2, 22-40. No versículo 22 ele narra: “E, cumprindo-se os dias da purificação dela (de Maria), segundo a lei de Moisés, o levaram a Jerusalém, para o apresentarem ao Senhor.”

A devoção popular sempre comemorou de modo muito marial este dia. Podemos dizer até que trata-se do dia, talvez com maior número de títulos de Nossa Senhora: Nossa Senhora da Purificação; da Apresentação; da Candelária; das Candeias; da Luz; dos Navegantes; da Glória; do Bom Sucesso.

Origem

São inúmeras as explicações para a origem da festa da Purificação. Beda, o venerável, em um de seus escritos faz menção a uma festa pagã, as Lupercálias, onde pessoas ofereciam aos deuses bodes e cães para pedirem fertilidade e purificação da terra. Após sacrificarem esses animais, cortavam tiras de couro e saíam pelas ruas de Roma correndo e batendo em todos os que encontravam pela frente.

Este péssimo costume foi combatido pelo papa Gelásio I (492-496) que trouxe para Roma, e depois para toda a Igreja do ocidente, uma festa que a igreja  no Oriente comemorava já há muito tempo.

Todo o dia 2 de fevereiro, após 40 dias após o Natal do Senhor, se celebrava uma grande solenidade onde uma imensa procissão, dirigia-se até o Santo Sepulcro, tudo em grande alegria, como na Páscoa. Em seguida, o bispo fazia a leitura e o comentário do Evangelho de S. Lucas (2:21-39) que até hoje é lido nas Igrejas do Oriente e do Ocidente no dia 2 de fevereiro.

A Apresentação de Jesus no Templo e a purificação de sua Mãe é então uma solenidade muito importante. A liturgia no Oriente canta até hoje:

Abra-se hoje a porta do céu!

O Verbo eterno do Pai, de fato,

tendo iniciado a sua existência temporal,

sem separar-se da sua divindade,

conforme a lei,

deixa-se levar ao templo por sua Mãe,

como menino de quarenta dias.

O velho (Simeão) recebe-o em seus braços dizendo:

‘Deixa ir-me em paz – exclama o servo ao Senhor -,

pois meus olhos viram tua salvação’.

ó tu que vieste ao mundo para salvar o gênero humano:

Glória a ti, Senhor!

Nossa Associação está comprometida com a divulgação da Novena e Medalha de Nossa Senhora das Graças. Clique aqui e peça já a sua Medalha Milagrosa!

A Bênção das Velas

O Papa Gelásio determinou que, para combater a festa pagã das Lupercálias, uma grande procissão fosse organizada. Todo o povo portava velas e tochas. Daí nasceu a tradição de se abençoar as velas no dia 2. Sobre isso nos fala São João Paulo II:

“Hoje também nós, com as velas acesas, vamos ao encontro d’Aquele que é ‘a Luz do mundo’ e acolhemo-l’O na sua Igreja com todo o impulso da nossa fé batismal.(…). Na tradição polaca, assim como na de outras Nações, estas velas abençoadas têm um significado especial porque, levadas para casa, são acesas nos momentos de perigo, durante os temporais e os cataclismos, em sinal da entrega de si, da família e de quanto se possui à proteção divina. Eis por que, em polaco, estas velas se chamam ‘gromnice’, isto é, velas que afastam os raios e protegem contra o mal, e esta festividade é chamada com o nome de Candelária.

“Ainda mais eloquente é o costume de colocar a vela, benzida neste dia, entre as mãos do cristão, no leito de morte, para que ilumine os últimos passos do seu caminho rumo à eternidade. Com esse gesto quer-se afirmar que o moribundo, seguindo a luz da fé, espera entrar nas moradas eternas, onde já não se tem ‘necessidade da luz da lâmpada nem da luz do sol, porque o Senhor Deus o iluminará’” (cf. Ap 22, 5). (Homilia do Papa João Paulo II na Solenidade da Apresentação do Senhor no Templo e Festa de Nossa Senhora da Candelária, 2 de Fevereiro de 1998)

Dia Mundial da Vida Consagrada

Em 1997, o mesmo papa, instituiu o dia Mundial da Vida consagrada.

No dia em que a Igreja faz memória da Apresentação de Jesus no templo, celebra-se o Dia da Vida Consagrada. Com efeito, o episódio evangélico ao qual nos referimos constitui um ícone significativo da doação da própria vida por parte de quantos foram chamados a representar na Igreja e no mundo, mediante os conselhos evangélicos, os traços característicos de Jesus, casto, pobre e obediente, o Consagrado do Pai. Portanto, na festividade deste dia nós celebramos o mistério da consagração: consagração de Cristo, consagração de Maria.

E Bento XVI completa: “(…)o Dia da Vida Consagrada deseja ser, sobretudo para vós, queridos irmãos e irmãs que abraçastes esta condição na Igreja, uma preciosa ocasião para renovar os propósitos e reavivar os sentimentos que inspiraram e inspiram a doação de vós mesmos ao Senhor. É isto que queremos fazer hoje, este é o compromisso que sois chamados a realizar todos os dias da vossa vida”. (Homilia de  Bento XVI nas vésperas da Festa da Apresentação de Jesus no Templo por ocasião do XVI dia Mundial da vida consagrada, 02 de Fevereiro de 2012)

 Receba em sua casa a Medalha protetora de São Bento. Clique aqui!

Oração

Leitor, Peçamos hoje que Maria purifique nossos pedidos e os apresente ao seu Filho. Ilumine nossa Alma para que possamos um dia chegar ao reino da Luz que não se apaga. Reze conosco:

“Deus eterno e todo poderoso, ouvi as nossas suplicas. Assim como o vosso Filho único revestido da nossa humanidade, foi apresentado no Templo, fazei que nos apresentemos diante de vós com os corações purificados. Virgem santa, Mãe de Deus, dai-nos a graça do Espírito Santo, que vença em nossos corações as trevas do pecado e nos conduza à plenitude da vida. Amém.”


Receba nossos conteúdos evangelizadores. Cadastre-se em nosso site!
Tag:

Categorizados em: ,

Este artigo foi escrito poradmin