10 passos para sermos bons Católicos - Senhora das Graças

10 passos para sermos bons Católicos

Publicado por

10 passos para sermos bons Católicos

O Brasil é o país com mais Católicos do mundo! Somos milhões que nos afirmamos como CATÓLICOS! E realmente o somos… 

Mas será, que somo bons católicos? Será que somos aqueles católicos que Cristo, Maria e a Igreja esperam de nós?

Numa coisa eu acredito: todos ou quase todos os católicos desejam ser melhores e mais virtuosos do que são, para que sejam sal da terra e luz do mundo como Cristo lhes mandou ser!

Para ajudar você a ser um católico ainda melhor do que você já é, seguem abaixo os 10 passos para sermos BONS CATÓLICOS:

 

1. Seja um Católico Orante

Devemos ser católicos orantes. Diz S. Agostinho que a oração é chave do céu que a todos abre as suas portas, e a todos oferece os tesouros de Deus e que, assim como o pão é útil e proveitoso ao corpo, assim a oração é útil e proveitosa à alma. 

Sem não nos dedicarmos à oração a Deus e à Rainha dos Céus, nunca poderemos guardar fielmente os dez mandamentos.

Você quer rezar conosco pelo Whatsapp, a Novena à Divina Misericórdia? Clique Aqui!

2. Não deixe de ir à Santa Missa

A Missa é a rainha das orações, a mais alta forma de louvor, pois é o próprio Deus que se oferece na Cruz. Quando nosso corpo está fraco e debilitado por alguma enfermidade, não conseguimos tempo para ir ao médico que nos há de curar? Não procuramos o tratamento adequado? Pois bem, na Missa, está Aquele que é médico e remédio das almas, e nos aguarda para curar nossas debilidades.

Na Missa se renova a Paixão de Jesus Cristo sobre o altar, tal como aconteceu no Calvário. Aos domingos e dias de guarda, deixaremos Jesus sofrendo sozinho e iremos nos divertir no shopping, por exemplo?

Um bom Católico nunca deixará de assistir à Santa Missa de preceito por divertimento nenhum, por mais que seja um divertimento lícito.  

3. Fugir do pecado, Confissão e Comunhão Pascal todos os anos

A Rainha Branca, mãe de S. Luís IX, lhe dizia: “Quisera antes, filho meu, ver-te morto que manchado com pecado mortal”.

E agradou tanto a Deus este desejo que deste santo se diz que em toda a vida não cometeu pecado grave. Devemos rezar assim e pedir não somente para evitar os pecados mortais, mas ainda para fugir aos pecados veniais de que estamos cheios nesta vida. 

Porém, se cairmos, corramos para a confissão como o filho pródigo voltou para a casa paterna.

Na catequese aprendemos que um dos mandamentos da Igreja é a obrigação dos católicos confessarem e comungarem ao menos uma vez ao ano por ocasião da Páscoa

>>> Receba em sua casa a Medalha de São Bento! <<<

4. Ir à Missa, se puder, todos os dias

Como católico devemos ir à Missa aos Domingos. Mas, se nos é possível todos os dias visitarmos Deus em sua casa, será de grande proveito. Assim como para o corpo, além das refeições ordinárias de todos os dias temos festas e banquetes, assim também, para o espírito, além da Missa dominical, convém que tenhamos as nossas festas e banquetes espirituais durante a semana. 

Por isso, é um feliz alimento e poderoso remédio para nossa alma a Missa diária.

5. Rezar a cada dia o rosário em família

São João Paulo II nos disse que “a família que reza unida, permanece unida” e “O Rosário é minha oração preferida. Oração maravilhosa em sua simplicidade e em sua profundidade. Nesta oração repetimos muitas vezes as palavras que a Virgem Maria escutou da boca do anjo e de sua prima Isabel”. 

Nossa Senhora está pronta a atender nossos pedidos, e é no rosário que obtemos tudo que precisamos, inclusive a união familiar, a solução dos nossos problemas e até os benefícios materiais de que necessitamos.

6. Ler, com frequência, algum livro de piedade e fazer meditação

A leitura espiritual é irmã da oração e sua grande auxiliar; e assim diz S. Paulo a Timóteo que atenda a ela. 

É de tanta importância a leitura espiritual que, nós mesmos, quando queremos ajudar alguém afastado da religião, primeiro lhe aconselhamos que leia algum livro devoto. 

Vários santos dizem que é manjar especial da alma, que produz nela bons pensamentos e desejos do céu, que alivia o nosso entendimento, que inflama e acende a nossa vontade, que afugenta as tristezas, e causa uma verdadeira alegria espiritual.

Agora, lhe faço uma pergunta: Que livro você está lendo agora que lhe traga alguma melhora espiritual?

>>> Receba em sua casa a Medalha Milagrosa! <<<

7. Você é a média dos seus 5 melhores amigos

Certamente você já ouviu o ditado que diz que “você é a média dos seus 5 melhores amigos”. 

Há um outro ditado um pouco diferente mas que nos trás o mesmo ensinamento: “diz-me com quem andas que te direi quem tu és”.

Se você quer ser um bom católico, analise com quem você frequentemente anda, analise seus 5 melhores amigos… eles são a média do que você quer ser como bom católico?

Se forem, meus parabéns, você terá grandes aliados para alcançar a meta. Se eles não forem… sua trajetória a caminho da santidade será bem mais difícil.

8. Ter um confessor e diretor espiritual fixo

Devemos ter um confessor e diretor espiritual, e a ele prestar inteira conta de nossa consciência, de todas as nossas inclinações, paixões, afeições e hábitos maus, sem ocultar coisa alguma. 

Pois o confessor e diretor espiritual é como um jardineiro. Se cortamos a raiz da árvore ou arrancamos a raiz da erva má, logo tudo murcha e seca; porém se arrancamos somente pela rama e deixamos as raízes na terra, logo a erva daninha tornar a brotar e crescer.

Assim, devemos confiar nesta inteiramente em nosso confessor para que ele nos ajude a cortar definitivamente com nossos vícios e maus hábitos.

9. Fazer obras de caridade

Perguntaram uma vez a São Basílio como deveriam fazer obras de caridade. 

Ele respondeu: Devemos fazemos de conta que, servindo ao irmão, servimos a Cristo, pois Ele disse “Em verdade vos digo o que o que fizestes com o menor de meus irmãos, comigo o fizestes”. Fazei vossas obras como quem serve a Deus, não a homens, e dessa sorte as fareis bem-feitas, e com bom modo, com bom agrado.

E é importante que você tenha bem claro o seguinte: a obra de caridade sincera e profunda é aquele que nasce do que lhe faz falta, pois só assim terá mérito diante de Deus. 

>>> Ajude-nos a evangelizar! <<<

10. Jamais esquecer da presença de Deus

Não há maior sinal da presença de Deus em uma alma, que ter um grande desejo de mais virtude, mais graça e perfeição. 

“Aquele que me come, terá mais fome, e o que me bebe, terá mais sede” (Eclo 24,29). 

Se temos fome e sede das coisas espirituais e de Deus, devemos nos alegrar pois é o sinal de que mora Deus em nossa alma.

E lhe digo uma coisa, se você chegou ao final deste artigo e quis utilizar seu tempo para ler 10 passos para se tornar um bom católico, eu lhe digo uma coisa: em você já é a grande a fome e a sede de Deus.

Terei muita alegria em rezar por suas intenções nas Santas Missas e Adorações ao Santíssimo Sacramento.

Clique no botão e diga-me por quais intenções você quer que eu reze.

Siga-nos no Facebook e no Instagram!

Tag: ,

Categorizados em: ,

Este artigo foi escrito porAdilson Pina