Os Milagres de Santa Edwiges - Senhora das Graças

Os Milagres de Santa Edwiges

Publicado por

Os Milagres de Santa Edwiges

A caridade de Santa Edwiges era imensa e a sua compaixão pelo próximo era movida pelo imenso Temor a Deus, tinha compaixão pelos prisioneiros, e pelos pobres e endividados. Como era muito rica, a duquesa possuía muitas terras e bens e perdoava todas as dívidas e nunca desamparava um pobre que a ela recorresse.

A água transformada em vinho

Santa Edwiges jejuava quase todos os dias, menos nos domingos e dias festivos quando tomava duas refeições. Durante quarenta anos não comeu carne. Seu marido Henrique em uma ocasião em que a santa estava doente pedia a ela que tomasse um pouco de vinho e se alimentasse melhor, mas um criado o informou que Santa Edwiges de não estar obedecendo ao marido. Quando Henrique chegou próximo a mesa onde Edwiges estava se alimentando, pegou de repente o cálice e provou e sentiu o gosto do melhor dos vinhos, os empregados ficaram maravilhadas, pois eles mesmos haviam enchido o copo apenas com água.

A ressurreição e libertação de um ladrão

Certa vez um homem foi condenado à forca por ter cometido um roubo, os parentes do condenado foram recorrer à santa que pediu ao seu marido pelo ladrão. O Duque respondeu que talvez o homem já tivesse sido morto, mas que se ele estivesse vivo seria perdoado. Santa Edwiges imediatamente ordenou a um soldado saísse rapidamente pois aquele homem não morreria.

Enquanto a santa rezava, o soldado chegou no local, mas encontrou o homem pendurado, já sem vida, na forca. Ele, confiando nas palavras da santa, tirou a espada cortou a corda e o homem ressuscitou. O oficial disse a ele: “Graças a nossa santa senhora você foi perdoado”.

Podemos rezar por você? Clique no botão e diga-nos suas intenções

Outra Ressurreição

Certa vez um inimigo de Henrique, homem desonesto e de péssima reputação foi preso e condenado à forca. Para que Edwiges não soubesse da condenação, o duque mandou que o prisioneiro fosse executado na mesma madrugada.

Naquela noite Santa Edwiges havia feito vigília de orações na igreja e, quando já amanhecia, enquanto voltava para casa, ela ficou sabendo da morte do condenado. Ela pediu ao esposo que perdoasse aquele homem e o duque, com a certeza de que ele já estava morto a várias horas, consentiu no pedido da esposa. No mesmo instante, o homem já morto há horas recobrou a vida. A partir de então o duque ordenou que fossem libertados todos os prisioneiros pelos quais a santa esposa pedisse.

Mais uma ressurreição

Dentre os numerosos milagres ocorridos após Santa Edwiges partir desta vida, há o caso do filho do soldado Vitoslau Boresh que tinha sete anos de idade e adoeceu gravemente. A criança não conseguia respirar e estava morrendo. O soldado que serviu à Santa Edwiges pediu nos seguintes termos: “Minha senhora eu a servi durante a sua vida e peço sua intercessão para que meu filho não morra”. Assim que terminou esta prece o menino voltou a respirar e falar e desapareceram os sinais de morte, o fato foi narrado no processo de beatificação da Santa e atestado por testemunhas.

Profetizou que as pessoas viriam até ela após a morte

Santa Edwiges sentia aproximar-se a morte, e sua filha, a abadessa Gertrudes, perguntou a ela onde queria ser sepultada. A santa respondeu que gostaria de ser sepultada em um cemitério comum, mas Gertrudes insistia em dar-lhe um túmulo na igreja. A mãe aceitou e pediu para ser sepultada perto do altar de São Bartolomeu Apóstolo. Nova discussão pois a filha insistia que ela fosse sepultada diante do altar de São Pedro. Edwiges como tinha o dom da profecia disse: “Se fizerem assim, as monjas não terão mais sossego”! E assim o foi pois, desde a morte da santa as multidões acorrem ao seu túmulo.

A Padroeira dos endividados morreu no dia 15 de novembro de 1243. As irmãs se prepararam o corpo da Santa deixaram para a história o registro de que, os lábios frios e azulados de repente tomaram um tom róseo vivo, começaram a brilhar com uma luz celeste e um perfume emanava deles.


 
Receba nossas novidade por email e por correio. Cadastre-se!

Categorizados em: ,

Este artigo foi escrito poradmin