Medalha Milagrosa

Há comportamentos de Cristãos que afastam as pessoas de Jesus, comenta Papa Francisco

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 28-05-2015, Gaudium Press) 

Na manhã desta quinta-feira, durante a missa celebrada na Capela da Casa Santa Marta, o Papa Francisco fez este e outros comentários baseados no Evangelho do dia que trata do episódio do cego Bartimeu que grita por Jesus para ser curado mas é repreendido pelos discípulos que o mandaram ficar calado.

20150528 - Há comportamentos de Cristãos que afastam as pessoas de Jesus, comenta Papa Francisco.jpgOs comentários iniciais do Papa foram direcionados para a atitude dos discípulos, comparando-os com cristãos de nossos dias: "Aquele grupo de pessoas que, também hoje, não ouve o grito de muitos que precisam de Jesus. Um grupo de indiferentes: não ouvem e creem que a vida seja aquele seu grupinho ali. Estão felizes, mas surdos ao clamor de muita gente que precisa de salvação, que precisa da ajuda de Jesus, que precisa da Igreja. Essas pessoas são egoístas, vivem para si mesmas. São incapazes de ouvir a voz de Jesus".

Logo a seguir, o Pontífice classificou tipos de pessoas que "ouvem" os apelos e se comportam de modos diferentes: "Existem aqueles que ouvem esse grito de ajuda, mas querem que fique calado". Como quando os discípulos distanciaram as crianças "para que não incomodassem o Mestre".

"O Mestre era deles, para eles e não para todos. Essas pessoas afastam de Jesus aqueles que gritam, que precisam de fé, que precisam de salvação", disse Francisco para descrevendo um primeiro tipo de pessoas.

Existe um segundo grupo de pessoas, mostrou o Pontífice: "Aqueles que fazem negócio, que estão perto de Jesus, estão no templo, parecem religiosos, mas Jesus os expulsa, porque negociavam ali, na casa de Deus." "São aqueles que não querem ouvir o grito de ajuda, mas preferem fazer seus negócios e usam o povo de Deus, usam a Igreja para fazer seus comércios. Esses especuladores distanciam as pessoas de Jesus", são cristãos "que não dão testemunho".

Francisco apontou ainda os que "são cristãos de nome, cristãos de salão, cristãos de recepção, mas a sua vida interior não é cristã, é mundana. Uma pessoa que se diz cristã e vive como um mundano, afasta aqueles que pedem ajuda a Jesus".

Para o Papa esses são os "rigorosos, aqueles que Jesus repreende, que colocam fardos nas costas das pessoas".

Mas existe também, disse o Pontífice, um grupo de cristãos que "que ajuda a se aproximar de Jesus": "Existe o grupo de cristãos coerente com aquilo que crê e que vive, e ajuda a se aproximar de Jesus as pessoas que gritam pedindo salvação, a graça e a saúde espiritual para a sua alma".

Ao finalizar suas breves palavras o Papa Francisco deu um conselho: "Nos fará bem fazer um exame de consciência". Assim poderemos saber se somos cristãos que distanciam as pessoas de Jesus ou as aproximam Dele, porque é certo que hoje ouvimos o apelo de muitos que clamam por ajuda para sua própria salvação. (JSG)

Da Redação Gaudium Press, com informações Rádio Vaticano

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/70169-Ha-comportamentos-de-Cristaos-que-afastam-as-pessoas-de-Jesus--comenta-Papa-Francisco#ixzz3bRageAQw 

Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.

 

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.