Medalha Milagrosa

Igreja: Papa recorda testemunho «corajoso» dos apóstolos e mártires

Cidade do Vaticano, 13 abr 2015 (Ecclesia) – O Papa apontou hoje no Vaticano a “coragem” como caraterística essencial do anúncio cristão e que o distingue do «mero proselitismo», durante a missa na Casa de Santa Marta, onde reside.

Na sua homilia, publicada pelo serviço informativo da Santa Sé, o Papa argentino lembrou o exemplo dos apóstolos Pedro e João, “homens simples e sem instrução” que tiveram a intrepidez de “anunciar Jesus Cristo” mesmo no meio dos ambientes mais adversos e hostis.

E muitos outros homens e mulheres que ao longo da história, e “por meio do Espírito Santo”, foram fiéis na evangelização “até ao testemunho final: o martírio”.

Vidas que, segundo Francisco, devem dizer muito à Igreja Católica de “hoje”, em que cada cristão é chamado a deixar-se tocar pela “surpresa” de Jesus Cristo e a “seguir em frente”, levando essa riqueza aos outros.

“Nós não fazemos propaganda, diz Jesus Cristo, para termos mais ‘sócios’ na nossa ‘sociedade espiritual’, isso não serve, não é cristão”, salientou Francisco na capela da Casa de Santa Marta, onde reside.

O Papa frisou que “só o Espírito” é capaz de levar a essa mudança, “de atitude, de comportamento, de história de vida, de pertença”, e quem não o acolhe pode “fazer muitas coisas, muito trabalho, mas não servem para nada”.

Exortou depois as comunidades católicas a viverem esta Páscoa pedindo “a graça de receber o Espírito Santo” e a “verdadeira coragem para anunciar Cristo”. RV/JCP

Agência Ecclesia 

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.