Medalha Milagrosa

Papa Francisco chama os mafiosos à conversão: “Abram os seus corações ao Senhor”

Foto: Bohumil Petrik / Grupo ACI.

VATICANO, 23 Fev. 15 / 07:43 am (ACI/EWTN Noticias) - O Papa Francisco recebeu neste fim de semana os fiéis da diocese italiana de Cassano all'Jonio, na região da Calábria, onde tem importante presença a máfia italiana N'dranghetta. Em sua mensagem, o Santo Padre encorajou os membros das organizações mafiosas a converter-se e abrir seus corações a Deus.
 
Francisco, que visitou a região em 21 de junho de 2014, assinalou aos participantes que “a lembrança da visita a sua comunidade diocesana está ainda viva em meu coração: as reuniões com os presidiários, os doentes, com os sacerdotes, religiosos, seminaristas”.
 
“Que o Senhor os ajude a caminhar sempre unidos, nas paróquias e nas associações, guiados pelo Bispos Galantino e os sacerdotes; os ajude a ser comunidades acolhedoras, levando a Cristo aqueles que não conseguem perceber a sua presença que salva”.
 
O Santo Padre reafirmou “um pensamento que sugeri durante minha visita: Quem ama Jesus, quem ouve e acolhe a sua Palavra e quem responde com sinceridade o chamado do Senhor, jamais pode produzir más obras. Ou Jesus ou o mal! Jesus não convidou os demônios da cena: afastavam-se, porque eram maus. Ou Jesus ou o mal!”.
 
“O cristão nunca pode violar a dignidade das pessoas, nunca pode cometer gestos de violência contra o irmão e o ambiente”.
 
Francisco advertiu que se os gestos externos “de religiosidade não se acompanham da conversão real e pública não são suficientes para serem considerados na comunhão com Cristo e sua Igreja”.
 
“A todos os que escolheram o caminho do mal e são afiliados às organizações mafiosas renovo meu convite à conversão. Abram seus corações ao Senhor”.
 
O Santo Padre assegurou aos membros da máfia que “o Senhor os espera e a Igreja os acolhe, como pública foi a sua escolha para servir o mal, clara e pública também será sua vontade de servir o bem”.
 
Francisco também animou os fiéis de Cassano a “preservar e transmitir em todo seu esplendor para as gerações futuras”, pois “a beleza de sua terra é um dom de Deus e um patrimônio”.
 
“Deve ser o compromisso corajoso de todos, a partir das instituições, de modo que não esteja marcado irremediavelmente por interesses mesquinhos”, disse.
 
Ao finalizar, o Papa invocou “a proteção de Maria, venerada pelos fiéis de Cassano all'Jonio como Nossa Senhora da Cadeia e Nossa Senhora do Castelo” e lhes concedeu a sua bênção.

Acidigital/EWTN 

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.