Medalha Milagrosa

Papa compôs uma oração para a Imaculada

Imaculada Conceicao2.jpg
 photo credit: Lawrence OP via photopin cc

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 09-12-2014, Gaudium Press) O Papa Francisco se reuniu ontem na Praça Espanha, em Roma, para homenagear a Imaculada Conceição, no tradicional ato que dá início ao período natalino na Cidade Eterna.

O ato de ontem, ao qual acudiram entre outras personalidades o Cardeal espanhol Julián Herranz, o embaixador espanhol ante a Santa Sé Eduardo Gutiérrez Sáenz de Buruaga e o prefeito de Roma, teve a particularidade de um poema-oração composto e lido pelo Pontífice para a ocasião. Antes de se reunir na Praça, o Papa rendeu homenagem a imagem 'Salus Populi Romani', na Basílica de Santa Maria Maior.

A seguir o poema-oração do Papa:

Ó Maria, Mãe nossa, hoje o povo de Deus em festa te venera Imaculada, preservada desde sempre do contágio do pecado. Acolhe a homenagem que te ofereço em nome da Igreja que está em Roma e no mundo inteiro.

Saber que Tu, que és nossa Mãe, és totalmente livre do pecado nos dá um grande conforto.

Saber que sobre ti o mal não tem poder, nos enche de esperança e de fortaleza na luta cotidiana que nós devemos travar contra as ameaças do maligno.

Mas nesta luta não estamos sozinhos, não somos órfãos, porque Jesus, antes de morrer na cruz, nos deu você como Mãe.

Nós, portanto, mesmo sendo pecadores, somos teus filhos, filhos da Imaculada, chamados àquela santidade que em ti resplandece pela graça de Deus desde o início.

Animados por esta esperança, nós hoje invocamos a tua materna proteção para nós, para nossas famílias, para esta cidade, para o mundo inteiro.

O poder do amor de Deus, que te preservou do pecado original, pela tua intercessão liberte a humanidade de toda escravidão espiritual e material, e faça vencer, nos corações e nos acontecimentos, o desenho da salvação de Deus.

Faz que também em nós, teus filhos, a graça prevaleça sobre o orgulho e possamos nos tornar misericordiosos como é misericordioso o nosso pai celeste.

Neste tempo que nos conduz à festa do Natal de Jesus, ensina-nos a ir contra a corrente: a despojarmo-nos, a rebaixarmo-nos, a doar-nos, a escutar, a fazer silêncio, a nos descentrar de nós mesmos, para deixar espaço á beleza de Deus, fonte da verdadeira alegria.

Ó Mãe nossa Imaculada, rogai por nós!. (GPE/EPC)

Gaudium Press 

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.