Medalha Milagrosa

Papa no Angelus: "a morte não é a última palavra"

Cidade del Vaticano, 02 nov 2014 (RV) – O Papa Francisco recordou hoje, Dia de Finados, na alocução que precedeu a Oração mariana do Angelus, as vítimas das guerras e das violências, as pessoas mortas por serem cristãs e as que sacrificaram suas vidas para servir o próximo.

“Hoje somos chamados a recordar todos, também aqueles que ninguém lembra. Recordamos as vítimas das guerras e das violências; tantos "pequenos" esmagados pela fome e pela pobreza. Lembramos os irmãos e irmãs mortos, porque cristãos; e aqueles que sacrificaram suas vidas para servir aos outros. Confiamos ao Senhor, especialmente aqueles que nos deixaram ao longo do último ano".

O Papa Francisco insistiu que “a morte não é a última palavra sobre o destino do ser humano, pois o homem está destinado a uma vida sem limites, que tem a sua raiz e sua realização em Deus”.

"Entre ontem e hoje muitos fazem uma visita ao cemitério, que, como diz essa mesma palavra, é o "lugar do descanso", na espera do despertar final. O próprio Jesus revelou que a morte do corpo é como um sono do qual Ele nos desperta. Com esta fé nós paramos – também espiritualmente – junto aos túmulos de nossos entes queridos, daqueles que nos quiseram bem e nos fizeram o bem".

A tradição da Igreja sempre exortou a rezar pelos defuntos, em particular, oferecendo-lhes a Celebração da Eucaristia: essa é a melhor ajuda espiritual que podemos dar às suas almas, especialmente aos mais abandonados, disse o Papa.

Na conclusão o Papa pediu a Nossa Senhora, “Porta do Céu, que nos ajude a compreender cada vez mais o valor da oração pelos defuntos. Ajude-nos na nossa peregrinação cotidiana sobre a terra e nos ajude a não perder jamais de vista o objetivo final da vida, que é o Paraíso”. E concedeu a todos a sua Benção Apostólica.

Nas saudações finais o Papa dirigiu palavras ao grupo de voluntários de Oppeano e Granzette que realizam a terapia do sorriso nos hospitais.

Na tarde de hoje às 18 horas locais o Papa Francisco rezará pelos Sumos Pontíficie e pelos defuntos, em privado, nas Grutas da Basílica de São Pedro, no Vaticano. Ali se encontram sepultados Pontífices como João Paulo I, Paulo VI, Pio XII, Pio XI ou Bento XV, entre outros. (SP)

Rádio Vaticano 

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.