Medalha Milagrosa

Tobias e o Arcanjo Rafael

1) Tobit: homem justo que amava o próximo e por isso fazia caridades

Numa sociedade cada vez mais materialista, egoísta e voltada para o consumismo, como a nossa, a figura de Tobit emerge como um exemplo de amor de Deus, amor ao próximo e fidelidade. Mesmo perseguido, mesmo exilado, não deixa de praticar a caridade. Como acredita na vida eterna, tem por isso especial cuidado com o sepultamento dos mortos. Assim como Jó, foi vítima da desventura, ficou totalmente cego e ainda foi incompreendido pelos seus, mas não deixou se abater pela provação e continuou a amar e confiar em Deus!

2) Pai exemplar, filho abençoado

Tobit também foi o modelo de pai, que nunca se descuidava de dar sábios conselhos ao filho: nunca ofender a Deus, praticar os Mandamentos, ser bom e caridoso com os mais necessitados. Recomendou que se casasse com uma moça israelita, porque certamente seria temente a Deus. Tobias, por sua vez, foi um modelo de filho dócil e obediente. Abençoado por Deus, foi agraciado com a presença do Arcanjo Rafael, um dos 7 anjos que sempre estão na presença do Altíssimo. Neste ponto, convém a(o) catequista refletir com seus alunos sobre a importância da educação, tanto da parte de quem educa quanto da parte de quem é educado. Nunca se pode descuidar da formação dos filhos, sobretudo da religiosa.

O amor de Tobit por Tobias e a obediência e amor do filho pelo pai, Tobit, é imagem do amor de Deus para conosco: Deus nos indica o caminho para a salvação, nos dá um anjo para nos guiar e nos enriquecer com sua graça e dons sobrenaturais, até alcançarmos a glória celestial.

3) Sara: 7 vezes viúva

Com a história da desafortunada Sara, que ficou 7 vezes viúva, o Senhor quer nos ensinar que a finalidade do matrimônio não é só uma união carnal, mas o amor mútuo fundamentado em Deus. Antes de casar-se com Tobias, os maridos anteriores iam para a noite de núpcias preocupados em atender suas paixões, se esqueciam de agradecer, louvar e glorificar o senhor por aquela união conjugal. Daí serem vítimas da ira do demônio Asmodeu, vindo a morrer. Tobias, pelo contrário, passou a noite orando com sua amada, por isso afugentou o inimigo e foi mais uma vez abençoado por Deus.

4) O valor da Oração

Santo Afonso Maria de Ligório nos adverte que o Senhor nos ensina a pedir com confiança, insistência e perseverança. Tanto Tobit quanto Sara rogaram a Deus e obtiveram as graças que pediram. “Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. Porque todo aquele que pede, recebe. Quem busca, acha. A quem bate, abrir-se-á” (Mt 7,7-8).

É papel da(o) catequista mostrar aos seus alunos a importância da oração na vida do cristão e instruí-los a rezar das várias formas existentes, como a oração vocal e mental.

5) São Rafael

A história de São Rafael nos ensina a aproximar-se mais de nosso anjo da guarda, de confiar mais nele, de solicitar com mais afinco a sua ajuda. O arcanjo Rafael guiou Tobias pelo caminho certo, levando-o ao sucesso de sua empreitada. Na ocasião do peixe, ele o aconselhou com uma palavra de confiança e fortificou-o para enfrentar o inimigo. Assim também agem os anjos quando a eles recorremos, nos conduzem no melhor caminho, nos defendem das ciladas do demônio, dá-nos o conselho ideal e nos fortificam contra a tentação.

E quando doentes da alma, devemos crer que os anjos podem nos curar com um remédio espiritual, como o fel do peixe curou a Tobit de sua cegueira.

Vale muito a pena a(o) catequista refletir com seus alunos sobre o quanto é eficaz recorrer aos santos anjos nos momentos de necessidade. Sem nunca esquecer de recorrer a Maria, Rainha dos Anjos e Terror dos demônios.

Vocabulário:

Emergir: Sair de onde estava mergulhado.

Desafortunada: Desventurada, infeliz.

Afugentar: Pôr em fuga, afastar.

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.