Medalha Milagrosa

Salesianos celebram os 60 anos da canonização de São Domingos Sávio

Redação (Segunda-feira, 16-06-2014, Gaudium Press) "Abrir aos nossos olhos a imagem de São Domingos Sávio, frágil adolescente, de corpo débil, mas de alma extensa em uma pura oblação de si ao amor sumamente delicado e exigente de Cristo. Em uma idade tão terna esperaria encontrar muito boas e amáveis disposições do espírito, e em seu lugar se encontram nele com assombro as vias maravilhosas das inspirações da graça, e uma constante adesão sem reservas às coisas do céu, que sua Fé percebia com uma rara intensidade", foram parte das palavras que pronunciou o Papa Pio XII no dia 12 de junho de 1954 ao canonizar ao pupilo de São João Bosco, que se converteu no primeiro fruto de santidade do oratório do fundador da família salesiana.sao_domingos_savio.jpg

Precisamente no último dia 12 de junho se comemorou o 60º aniversário deste acontecimento que tem um grande significado para a Igreja, especialmente para a Congregação dos salesianos, que ainda hoje vê como modelo o jovem Domingos Sávio.

Um testemunho que também fez referência Pio XII há 60 anos: "Instava a seus companheiros a piedade, a boa conduta, a frequência dos sacramentos, a oração do Santo Rosário, ao escapar do mal e das tentações. Sem deixar-se intimidar pelas más atitudes e respostas insolentes, intervinha com firmeza, mas com caridade, para chamar ao dever os imprudentes e perversos. Cheio nesta vida da familiaridade e dos dons do doce Hóspede da alma, logo deixou a terra para receber, com a intercessão da Rainha dos Céus, a recompensa de seu filial amor".

São Domingos Sávio, cujo nome significa "o que está consagrado ao Senhor", nasceu em Riva de Chieri (Itália), no dia 2 de abril de 1842. Pertenceu a uma família muito pobre de cinco filhos. Desde pequeno mostrou seu grande amor por Jesus Cristo, posto que lhe agradava muito ir à Santa Missa, inclusive serviu como acólito. Foi quando fez sua Primeira Comunhão que escreveu seu mais conhecido propósito: "Prefiro morrer do que pecar".

Aos 12 anos de idade conheceu a São João Bosco, a quem pediu que o admitisse no colégio sem cobrar-lhe nada. Desde então o pequeno jovem se converteu no mais fiel pupilo do fundador salesiano. O próprio Domingos Sávio disse a São João Bosco quando o recebeu: "Você será o alfaiate. Eu serei o pano e faremos um bom traje de santidade para presenteá-lo a Nosso Senhor".

Dizem que uma das poucas vezes que viram a São João Bosco, o chamado "Santo da alegria", triste foi quando Domingos Sávio caiu enfermo. O jovem faleceu no dia 9 de março de 1857 em companhia de seu pai espiritual que orou junto ao pequeno antes de morrer. (GPE/EPC)

Gaudium Press 

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.