Medalha Milagrosa

“Dia de oração e jejum pela Síria”: convoca o Papa Francisco

Cidade do Vaticano, 02 set 2013 (Gaudium Press) - Pela primeira vez o Papa Francisco não fez menção à liturgia, como costuma fazer sempre, antes de rezar a oração mariana do Angelus, no Vaticano.

Foto: Gaudium Press

Os peregrinos que lotavam a Praça de São Pedro ouviram o Papa dizer: "Decidi convocar toda a Igreja, no dia 7 de setembro, vigília da Natividade de Maria, Rainha da Paz, para um dia de oração e jejum pela paz na Síria, no Oriente Médio e no mundo inteiro. Convido a unir-se a esta iniciativa, do modo que considerarem mais oportuno, os irmãos cristãos não-católicos, os fiéis de outras religiões e todos os homens de boa vontade".

O Santo Padre mostrava-se visivelmente preocupado tendo dedicando inteiramente seu encontro de domingo à situação da Síria, onde foram mortas mais de 100 mil pessoas em três anos. Ele afirmou que deseja interpretar o grito que "se eleva de todos os cantos e povos da terra, do coração de cada um e da única família, que é a humanidade: o grito da paz".

O Pontífice mostrava-se aflito pela perspectiva do surgimento de "dramáticos eventos que ainda podem acontecer" e, por isso, alertou, aconselhou, condenou: "Pensemos em quantas crianças não poderão ver a luz do futuro! Com firmeza especial, condeno o uso de armas químicas. Existe o juízo de Deus e também o juízo da História sobre as nossas ações, e a estes ninguém pode se subtrair! O uso da violência nunca gera paz. Guerra chama guerra, violência chama violência! Com toda a minha força, peço aos envolvidos neste conflito que ouçam as suas consciências, que não se fechem em seus interesses, mas que vejam o próximo como seu irmão, que empreendam com coragem e decisão o caminho do encontro e das negociações, superando cegas contraposições. Exorto com igual firmeza a Comunidade Internacional a fazer todo esforço para promover e não protelar iniciativas claras pela paz, baseadas no diálogo, pelo bem de todo o povo sírio".

O compromisso pela Paz proposto pelo Papa se estende a todos, pois "a paz é um bem que supera qualquer barreira, porque é um bem de toda a humanidade".

O Pontífice marcou um encontro com todos ao lembar que no dia 7 de setembro: "de 19 horas até meia-noite, vamos nos reunir em oração e em penitência para invocar de Deus este grande dom para a amada nação síria e para todas as situações de conflito e de violência no mundo. A humanidade precisa ver gestos de paz e ouvir palavras de esperança e de paz!". (JSG)

Gaudium Press com informações Radio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.