Medalha Milagrosa

Devotos de Bom Jesus de Tremembé celebram jubileu de 350 anos da Basílica

Em Tremembé, interior de São Paulo, os devotos do Senhor Bom Jesus têm dois importantes motivos para celebrar a festa de seu padroeiro, Bom Jesus de Tremembé: o jubileu de 350 anos de construção da Basílica dedicada ao padroeiro e a reabertura da igreja após quatro anos de interdição.
 
Desde 2009, a Basílica esteve fechada depois de constatado comprometimento da cobertura da igreja. Com o término da primeira etapa das obras de restauro, em julho, os devotos do Bom Jesus de Tremembé poderão celebrar a festa dentro da Basílica que venceu os séculos para demonstrar a fé do povo tremembeense ao Senhor Flagelado.
 
Nesta terça-feira (6), várias missas acontecem na Basílica durante o dia. Às 17h30 ocorre a tradicional procissão com a imagem pelas ruas da cidade, e às 19h o bispo de Taubaté, Dom Carmo João Rhoden, preside a celebração do jubileu dos 350 anos.
 
O reitor e pároco do Santuário e Basílica do Senhor Bom Jesus de Tremembé, padre José Vicente, concedeu entrevista ao A12.com e falou sobre três momentos importantes da festa desse ano: a comemoração do jubileu, a alegria dos devotos ao reencontrar a imagem de seu padroeiro dentro do lugar que sempre foi o espaço privilegiado para a manifestação de sua devoção e ainda a devoção ao Bom Jesus.

A imagem do Bom Jesus de Tremembé
 
A imagem do Senhor Bom Jesus de Tremembé é uma das mais antigas do Brasil  - mais antiga ainda que a imagem de Nossa Senhora Aparecida, encontrada no Rio Paraíba do Sul em 1717.

A imagem lembra o Jesus Flagelado, diante de Pilatos, coroado de espinhos e coberto com o manto púrpura, trazendo nas mãos um pedaço de cana verde que simboliza o seu cetro, mas existem outras imagens relacionadas aos sofrimentos da Paixão de Jesus Cristo.

Conta a história registrada pela Basílica que a "imagem do Senhor Bom Jesus foi entalhada na madeira por um velhinho desconhecido que havia aportado a Tremembé e construído uma pequena cabana nas margens do rio Paraíba, onde se encerrou, pouco saindo e com ninguém mantendo relacionamento. Um dia o velhinho desapareceu, quase tão misteriosamente como surgira. Ninguém teve notícia de seu destino. Indo à choupana, os curiosos ali encontram a imagem do Bom Jesus. O caso foi tido como miraculoso. Quando fizeram a remoção do Bom Jesus, um pequeno fio de água brotara aos pés da imagem, dando origem à conhecida bica da água santa".

Em Tremembé (SP), a devoção começou por volta de janeiro de 1663 com o capitão Manoel da Costa Cabral que construiu a capela Nossa Senhora da Conceição em sua propriedade para colocar a imagem do Senhor Bom Jesus.

Fonte e foto: A12

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.