Medalha Milagrosa

''A JMJ é um encontro de toda a juventude'', disse dom Orani Tempesta

Na quarta-feira, 17 de abril, dom Orani João Tempesta, arcebispo metropolitano do Rio de Janeiro, apresentou aos bispos da 51ª Assembleia Geral da CNBB um panorama de como estão os trabalhos de preparação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio 2013. O evento que será realizado no período entre 23 a 29 de julho de 2013, com a presença do Papa Francisco, já conta com mais de 200 mil jovens inscritos. A menos de 90 dias da jornada, o arcebispo trouxe para a Assembleia dos Bispos, informações importantes sobre as fases de organização do Rio para receber os jovens que virão de outros 160 países e de diversas partes do Brasil. “Estamos trabalhando com uma estrutura, juntamente com a prefeitura e governo local”, explicou o arcebispo.

Pelo fato da cidade receber diversos eventos esportivos, culturais e sociais durante o ano todo, dom Orani acredita que a estrutura que está sendo preparada, atenderá as atividades da Jornada. Para ele, a escolha do Rio de Janeiro como sede oficial, vem confirmar que a Arquidiocese, em comunhão com a Igreja do Brasil está prestando um serviço à sociedade e a juventude e, isso significa “um ato de investir nos jovens”, não apenas naqueles que são católicos, mas na juventude de todo o mundo que virá participar na jornada. Na semana que antecede o início da Jornada, muitos jovens participarão da Semana Missionária, que oferecerá diferentes atividades de evangelização.

Novidades da JMJ

O COL/Rio (Comitê Organizador Local) traz uma novidade para a jornada que é um tipo de organização chamada de “inteligente”. Assim, a cidade foi dividida por idiomas, para facilitar a participação dos peregrinos nas atividades como as catequeses, missas e palestras, etc. A cidade está em preparação para acolher os peregrinos e uma grande quantidade de famílias se cadastrou para hospedar os jovens de todo o mundo. Também estarão à disposição dos peregrinos, alojamentos em escolas e universidades. As inscrições para a JMJ/Rio 2013 podem ser feitas até as vésperas do evento. A jornada do Rio oferecerá uma programação como cinemas, teatros, exposições, museus, com o objetivo de garantir a participação dos jovens que não professam a fé católica, mas que irão ao encontro. Segundo dom Orani, o evento contará com a presença de outras denominações religiosas, como a Igreja Anglicana e de religiões monoteísta. “Pedimos a Deus que essa experiência para os jovens de conviver com as diferenças culturais possam contribuir para um futuro de mais tolerância e respeito”, desejou o arcebispo.

Sobre a vinda o novo pontífice, dom Orani Tempesta testemunha que, este, será “um grande momento da primeira visita internacional do Papa Francisco ao Brasil”, para “falar ao mundo através da juventude e para a juventude”. De acordo com o arcebispo esse será a segunda jornada realizada na América Latina, e pela primeira vez, com a presença de um Papa latino. “Nesse mundo com tanta falta de valores, tantas obscuridades, temos jovens com grandes ideais. Eles são capazes de deixar suas cidades, seu país, fazer economias para chegar até o Brasil e lá viverem, durante uma semana, sem muitas facilidades; um encontro com o Santo Padre. Este é um encontro de toda a juventude. A experiência que a pessoa consegue viver na jornada, ela levará para toda a sua vida”, disse.

Fonte e foto: CNBB

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.