Medalha Milagrosa

Papa Bento XVI ovacionado na Missa de Quarta-feira de Cinzas em São Pedro

Vaticano, 14 fev (ACI) - A Missa da Quarta-feira de Cinzas do Papa Bento XVI, realizada ontem na Basílica de São Pedro, esteve marcada por uma grande ovação de vários minutos logo que o Secretário de estado do Vaticano, Cardeal Tarcisio Bertone, dirigiu umas palavras emocionadas de homenagem ao Santo Padre.

Logo depois da imposição das cinzas e a celebração da Eucaristia, o Secretário de estado Vaticano, Cardeal Tarcisio Bertone, levou às lágrimas alguns dos presentes com um discurso dedicado ao Santo Padre, "um humilde trabalhador na vinha do Senhor", recordando as palavras com as que o mesmo Bento XVI definiu-se a si próprio após ser eleito no conclave de abril de 2005.

Depois de suas palavras, pronunciadas com voz trepidante pela emoção, o Secretário de estado saudou solenemente o Papa suscitando na Basílica um aplauso prolongado por vários minutos.

"Os aplausos me atingem como se fosse a chuva", disse emocionada ao  grupo ACI uma das presentes na Eucaristia depois do evento.

O olhar do Papa permaneceu tranqüilo e sereno durante toda a cerimônia, assim como durante a salva de aplausos. Os participantes destacaram a integridade com a que presidiu a Missa.

Para muitos, esta era uma Missa de despedida de Bento XVI. Cardeais, Bispos, sacerdotes, seminaristas e leigos, encheram a Basílica para a ocasião, e os "vivas" ao Papa transbordaram de maneira contagiosa tanto na Basílica como na Praça de São Pedro.

O ambiente era de irmandade, e não faltaram os jovens e turistas carregados com suas mochilas. Pessoas de todas as partes do mundo chegavam a Roma para despedir-se do Papa Bento.

Na cerimônia, também participaram os monges beneditinos de São Anselmo, e os padres dominicanos da Igreja de Santa Sabina, quem –como é tradição–, teriam acolhido Bento XVI se não fosse pela mudança de última hora anunciada pelo Vaticano.

Por vontade do Papa, sua última Missa de Quarta-feira de Cinzas, devia ser celebrada em casa, na Basílica de São Pedro para receber mais pessoas que queriam encontrar-se com ele.

A cerimônia começou às 17:00h em um clima de escuridão, para depois encher-se de luz por completo à entrada de Bento XVI.

À saída, na Praça de São Pedro, outras centenas de fiéis se aglomeravam para escutar o Papa apesar do intenso frio de Roma. Estes amontoavam-se diante das telas gigantes que costumam retransmitir as cerimônias do Pontífice.

Muitos se abraçavam e ao mesmo tempo, olhavam com tristeza e ar de desconcerto para a Sé de Pedro, que o Papa deixará vacante, no próximo 28 de fevereiro.

Acidigital

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.