Medalha Milagrosa

Símbolos da JMJ chegam à Diocese de Joinville próximo fim de semana

No próximo fim de semana (13 a 16 de janeiro), os símbolos da Jornada Mundial da Juventude passarão pela Diocese de Joinville (SC). A Peregrinação da Cruz, do Ícone de Nossa Senhora e da imagem da beata Albertina Berkenbrock passarão por algumas cidades da diocese, o que dará aos fies a oportunidade de celebrarem a fé ao lado dos símbolos que já percorreram o mundo.

Uma vasta programação está prevista para o evento. As 16h na Catedral de Joinville terá início da concentração dos jovens para receber os símbolos e, em seguida, às 17h, haverá uma coletiva de imprensa com apresentação dos símbolos na Mitra Diocesana. A missa solene de chegada dos símbolos também será realizada na Catedral de Joinville, e está marcada para as 19h. A celebração será presidida por dom Irineu Roque Scherer, bispo de Joinville.

A programação segue até o dia 16 com diversas atividades. Os símbolos da jornada passarão por várias localidades da região como Rio Negrinho, Jaraguá do Sul. No dia 16 está marcada, para as 10h, a celebração de entrega dos Símbolos da JMJ à Diocese de Blumenau (Paróquia São Sebastião, em Jaraguá do Sul).

Sobre os Símbolos da JMJ

Em 1984 foi celebrado na Praça São Pedro, no Vaticano, o Encontro Internacional da Juventude com o Papa João Paulo II, por ocasião do Ano Santo da Redenção. Na ocasião, o Papa entregou aos jovens a Cruz de 3,8 metros que se tornaria um dos principais símbolos da JMJ, conhecida como a Cruz da Jornada.

Em 1994, a cruz começou um compromisso que, desde então, se tornou uma tradição: sua jornada anual pelas dioceses do país sede de cada JMJ internacional, como um meio de preparação espiritual para o grande evento.

Em 2003, o Papa João Paulo II deu aos jovens um segundo símbolo de fé para ser levado pelo mundo, acompanhando a cruz da JMJ: o ícone de Nossa Senhora, "Salus Populi Romani", uma cópia contemporânea de um antigo e sagrado ícone encontrado na primeira e maior basílica para Maria a Mãe de Deus, no Ocidente, Santa Maria Maior.

"Hoje eu confio a vocês, o ícone de Maria. De agora em diante, ele vai acompanhar as Jornadas Mundiais da Juventude, junto com a cruz. Contemplem a sua Mãe! Ele será um sinal da presença materna de Maria próxima aos jovens que são chamados, como o apóstolo João, a acolhê-la em suas vidas" (Roma, 18ª Jornada Mundial da Juventude, 2003).

CNBB

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.