Medalha Milagrosa

Audiência: ''Deus vem ao encontro de cada ser humano''

Cidade do Vaticano, 12 dez (RV) – A Sala Paulo VI, no Vaticano, acolheu na manhã desta quarta-feira milhares de fiéis e peregrinos para a Audiência Geral com o Papa Bento XVI.

O Pontífice dedicou sua catequese às etapas da Revelação, descritas nas Escrituras, que tem seu ápice no nascimento de Jesus Cristo.

“A partir de Cristo, a história se ilumina, mostrando-nos uma presença que lhe confere significado e a abre à esperança”, explicou. A Palavra de Deus nos convida a fazer memória dos fatos narrados, a vê-los como “história de salvação”. São fatos que transformaram Israel, o chamaram a servir a Deus e a testemunhá-Lo em meio a outros povos. Ao celebrá-los, o povo os atualiza e os faz presentes.

O Advento, recordou o Papa, nos convida a percorrer o caminho desta presença e nos recorda sempre que Deus não se retirou do mundo, não está ausente, não nos abandonou a nós mesmos, mas vem ao nosso encontro de várias maneiras, que devemos aprender a discernir. “E também nós, com a nossa fé, a nossa esperança e a nossa caridade, somos chamados todos os dias a reconhecer e a testemunhar esta presença, num mundo muitas vezes superficial e distraído, a fazer resplender na nossa vida a luz que iluminou a gruta de Belém.”

Após a catequese em italiano, Bento XVI saudou os presentes em várias línguas. Em espanhol, o Papa dirigiu sua saudação aos participantes do Congresso Internacional promovido pela Pontifícia Comissão para a América Latina, assim como às autoridades civis e eclesiásticas, e aos inúmeros fiéis do Estado de Michoacán, México, que ofereceram ao Vaticano o presépio artesanal que enfeita a Sala Paulo VI.

“Que Nossa Senhora de Guadalupe vele pela nobre nação mexicana e lhes conceda unidade, justiça, concórdia e paz.”

Em português, Bento XVI disse:

“Queridos irmãos e irmãs, a Revelação, a comunicação que Deus faz de si mesmo e do seu desígnio de benevolência e de amor, se insere no tempo e na história dos homens. A Sagrada Escritura ensina que Deus, desde o início, veio ao encontro do homem, chamando-o a uma íntima comunhão com Ele. E mesmo quando o homem se afastou d’Ele pela desobediência, Deus não cessou de oferecer ao homem a sua aliança: com Noé, depois do dilúvio; chamando Abraão a deixar a sua terra para tornar-se pai de uma multidão de povos; libertando o povo de Israel da escravidão do Egito e estabelecendo uma Aliança; guiando Israel por meio dos profetas, fazendo crescer a esperança de uma Nova Aliança destinada a todos os homens e que se realiza em Cristo, Aquele que ilumina e dá sentido pleno à história de Deus com a humanidade. De fato, estes são acontecimentos que não “passam” nem caem no esquecimento, mas se tornam memória, constituem a “história da salvação”. Assim, a fé é alimentada pela descoberta e a memória de Deus sempre fiel, que guia a história e constitui o fundamento seguro e estável sobre o qual podemos apoiar as nossas vidas.

Queridos peregrinos de língua portuguesa, sede bem-vindos! Possa a preparação para o Natal, neste tempo do Advento, vos recordar que Deus vem ao encontro de cada ser humano. Meditai a Palavra de Deus, precioso alimento da vossa fé, para assim resplandecer nas vossas vidas a luz de Cristo que iluminou a gruta de Belém. Que Ele vos abençoe!”

(BF) - Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.