Medalha Milagrosa

Papa solidário com venezuelanos envolvidos em acidente na refinaria

Castel Gandolfo, 28 ago (RV) – O Papa Bento XVI está “profundamente entristecido” pela explosão ocorrida na madrugada de sábado na refinaria venezuelana Amuay, uma das maiores do mundo, que está em chamas há três dias e onde pelo menos 48 pessoas morreram e há dezenas de feridos.

“Sua Santidade Bento XVI, profundamente aflito pela notícia do grave acidente na refinaria de Amuay, oferece sufrágios ao Senhor pelo eterno descanso dos falecidos” – escreve em uma carta o Secretário de Estado, Cardeal Tarcisio Bertone, em nome do Papa, ao Presidente da Conferência Episcopal Venezuelana.

Na carta, o Pontífice expressa também sua “paterna proximidade espiritual aos feridos, assim como todos os atingidos pelo luto e seus familiares”.

Prosseguindo, Bento XVI “exorta toda a comunidade civil e eclesial da Venezuela a prestar, com caridade e espírito de solidariedade cristã, a necessária ajuda a quem perdeu seus lares e bens pessoais”.

“Com tais sentimentos, o Santo Padre concede aos atingidos e a todos os que os socorrem a confortadora bênção apostólica, em sinal de carinho ao querido povo venezuelano” - finaliza.

Nesta segunda-feira, o fogo continuou pelo terceiro dia em dois depósitos de combustível da refinaria, colocando em dúvida os planos para reativar rapidamente a instalação. Era ainda possível ver uma espessa coluna de fumaça escura e chamas saindo dos tanques na refinaria Amuay. As autoridades dizem que se não conseguirem extinguir o incêndio com espuma, eles deixarão queimar até apagar sozinho, o que poderia levar dois ou três dias.

(CM) - Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.