Medalha Milagrosa

Mais de 100 organizações marcharão para pedir abolição do aborto

Madri, 10 ago (ACI/Europa Press).- Mais de cem organizações espanholas e internacionais participarão da Marcha Internacional pela Vida que se celebrará no próximo dia 7 de outubro em Madri e em outras 60 cidades espanholas para pedir ao Governo que derrogue a Lei de Saúde Sexual e Reprodutiva e da Interrupção Voluntária da Gravidez (lei do aborto) e apresente uma lei de "aborto zero".

A marcha, que se celebrará sob o lema "Pelo direito a viver, aborto zero" e coincidindo com a celebração do Dia Internacional contra a pena de morte, começará às 12:00 horas com delegações chegadas de todo o mundo, assim como com marchas simultâneas em mais de sessenta cidades espanholas e concentrações ante consulados e embaixadas da Espanha no mundo.

A porta-voz do Direito a Viver, Gádor Jóia, destacou que "as maiores ONGs pró-vida e pró-família" da Europa, Estados Unidos, Ibero-América, Rússia e da Austrália "vão se unir com a Espanha no próximo dia 7 de outubro, conscientes de que a reforma da lei do aborto é um empecilho para a causa do direito à vida, que é global e se dá em todas as sociedades".

Entre as primeiras adesões, recebeu-se as do Population Research Institute, Focus on the Family e Crossroads (Estados Unidos), Endeavour Forum (Austrália), Real Women of Canadá, Alive to the World UK (Reino Unido), Demographic Research Institute (Rússia), a fundação Novae Terrae, World Congress of Families e a Federação Pro a Europa Christiana.

Além disso, coincidindo com a chegada do projeto de reforma da lei ao Congresso, prevista para o próximo outono, Direito a Viver apresentará na câmara um milhão de assinaturas de cidadãos que apoiam o 'Aborto Zero' assim como uma nova lei que proteja o direito à vida e reconheça e apoie a maternidade.

Acidigital/Europa Press

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.