Medalha Milagrosa

Dom Warduni: ''cristãos do Iraque aguardam com alegria visita do Papa ao Líbano''

Cidade do Vaticano, 07 ago (RV) - Falta pouco mais de um mês para a Viagem Apostólica de Bento XVI ao Líbano, programada para se realizar entre os dias 14 e 16 de setembro próximo. Uma visita que tem como finalidade primária a publicação e a entrega da Exortação Apostólica pós-Sinodal para o Oriente Médio. A visita do Papa é, portanto, muito esperada não somente no Líbano mas em todas as comunidades cristãs da região. Sobre como a Igreja do Iraque olha para esta viagem, a Rádio Vaticano conversou com o Bispo-auxiliar de Bagdá, Dom Shlemon Warduni.

R. – Apesar de todas as dificuldades que existem e das circunstâncias preocupantes neste momento no Oriente Médio, também a Igreja iraquiana aguarda com grande esperança a visita do Santo Padre ao Líbano. É a visita de um pai que ama os seus filhos, que sentem a sua preocupação por eles, em todos os lugares e circunstâncias. Também nós no Iraque aguardamos essa Exortação Apostólica com amor e grande esperança. Há ainda muitas dificuldades, especialmente no que se refere à segurança. Esperamos, portanto, que esta visita traga tanta consolação, tanta coragem e tanto apoio.

D. - O Papa não encontrará somente os cristãos e os bispos no Líbano; terá também um encontro com as comunidades muçulmanas. Isso é muito importante também para reforçar o diálogo...

R. – Certamente! Também no Sínodo para o Oriente Médio se falou sobre o diálogo entre muçulmanos e cristãos. Todos nós vivemos no mesmo lugar: aqui crescemos juntos, vivemos juntos e especialmente nós – testemunhas do Evangelho – procuramos sempre estar ao lado dos nossos irmãos, procurando fazer entender que a religião deve aproximar as pessoas, deve fazer compreender que o Espírito de Deus está presente em todos os lugares. Se não nos respeitamos uns aos outros, se não procuramos nos ajudar uns aos outros, reconciliando-nos todos juntos, será muito difícil ir avante nestas circunstâncias – com a guerra – porque não se entende o amor por Deus e o amor pelo irmão.

D. – Esta viagem do Papa ao Líbano será também de encorajamento para os muitos cristãos do Iraque, obrigados a fugir. Esta proximidade do Papa é sentida pela comunidade cristã iraquiana?

R. – Como nos pede a Exortação, devemos amar a nossa terra; devemos nos “agarrar” à nossa fé, à nossa Igreja. Esta é a hora da esperança, grande e forte, para que todos retornem às suas casas: alí encontrarão verdadeiramente a sua felicidade. Esperamos que todos possam viver em paz e segurança! (SP)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.