Medalha Milagrosa

Audiência Geral: Com a oração, bater com confiança à porta do Pai

Cidade do Vaticano, 1 ago (RV) – Depois de algumas semanas de pausa, Bento XVI retomou o seu encontro semanal das quartas-feiras com fiéis e peregrinos para a Audiência Geral.

Na Praça da Liberdade, que fica diante da residência de Castel Gandolfo, o Papa dedicou sua catequese a Santo Alfonso Maria de Liguori, cuja memória litúrgica celebramos neste dia 1º de agosto.

Santo Afonso de Ligorio.jpgBispo e Doutor da Igreja, fundador da Congregação do Santíssimo Redentor (Redentoristas), Santo Alfonso é um dos santos mais populares do século XVIII, pelo seu estilo simples e imediato e pela sua doutrina sobre o Sacramento da Penitência. De fato, num período de grande rigor, ele recomendava aos confessores administrar este Sacramento manifestando o abraço jubiloso de Deus Pai que, na sua misericórdia infinita, não se cansa de acolher todo filho arrependido.

Para o Pontífice, a data de hoje nos oferece a ocasião para aprofundar os ensinamentos de Santo Alfonso sobre a oração que, segundo ele, é o meio necessário e seguro para a salvação e todas as graças de que necessitamos para obtê-la.

Dizendo que a oração é um meio, explicou o Papa, isso nos remete ao fim a ser alcançado: Deus nos criou por amor, para poder doar-nos a vida em plenitude. Santo Alfonso queria dizer que, em qualquer situação da vida, não se pode deixar de rezar, especialmente no momento das provações e nas dificuldades. Sempre devemos bater com confiança à porta do Senhor, sabendo que em tudo Ele cuida de seus filhos.

“Mais do que qualquer outra coisa, precisamos de Sua presença libertadora, que torna o nosso existir plenamente humano. E somente através da oração podemos acolhê-Lo, acolher a sua Graça, que, iluminando-nos em toda situação, nos faz discernir o verdadeiro bem e, fortificando-nos, torna eficaz a nossa vontade. Muitas vezes reconhecemos o bem, mas não somos capazes de realizá-lo.”

“Queridos amigos, concluiu o Pontífice, Santo Alfonso nos recorda que a relação com Deus é essencial na vida e que somente com uma oração cotidiana e com a participação aos Sacramentos pode crescer em nós a presença divina, que endereça o nosso caminho, o ilumina e o torna seguro e sereno, também em meio a dificuldades e perigos. “

Após a catequese, Bento XVI saudou os presentes em várias línguas, entre as quais o português:   

Com sentimentos de gratidão e estima, saúdo todos os peregrinos de língua portuguesa, nomeadamente o grupo de escuteiros de Alcobaça, invocando sobre os vossos passos a graça do encontro com Deus: Jesus Cristo é a Tenda divina no meio de nós; ide até Ele, vivei na sua graça e tereis a vida eterna. Desça sobre vós e vossas famílias a minha Bênção.

(BF) - Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.