Medalha Milagrosa

Bóson de Higgs: ''Ciência não é ameaça para a fé''

Cidade do Vaticano, 05 jul (RV) – Nesta quinta-feira, o jornal do Vaticano “L’Osservatore Romano” traz em destaque a notícia da descoberta de uma nova partícula que pode ser o bóson de Higgs, anunciada pelo Centro Europeu de Investigação Nuclear (CERN).

Os dados foram divulgados na manhã de quarta-feira, num seminário em Genebra, e ainda são preliminares, mas os cientistas afirmam que a nova partícula tem características de massa e comportamento previstas para o bóson de Higgs, também conhecido como a ‘partícula de Deus’.

Esta é considerada a mais elementar das partículas atômicas constitutivas do universo.
O “L’Osservatore” dá ressalto à comoção e ao entusiasmo com que o “pai” da pequena partícula subatômica, o físico britânico Peter Higgs, reagiu, não conseguindo segurar as lágrimas.

“Ovação de pé. A notícia é oficial: o bóson de Higgs, que explicaria porque é que todas as coisas do universo têm uma massa, existe” - assinala o cotidiano.

Em declaração à imprensa portuguesa, o Padre José Tolentino Mendonça, consultor do Pontifício Conselho para a Cultura, assegura que a Igreja Católica está acompanhando a descoberta “com entusiasmo”. O consultor do Papa Bento XVI garante que a Igreja Católica respeita a autonomia da ciência e as metodologias diferentes do caminho da busca da fé.

Questionado pela Rádio Antena 1 se estas pesquisas colocam em causa as convicções da religião, Pe. José Tolentino Mendonça responde de forma negativa, sublinhando que a ciência não é uma ameaça para a fé.

(CM) - Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.