Medalha Milagrosa

No Angelus, Papa recorda a festa de Corpus Christi, grande ato de culto público da Eucaristia

Cidade do Vaticano, 10 jun (RV) - Ao meio-dia deste domingo, Bento XVI assomou à janela de seus aposentos – que dá para a Praça São Pedro – para conduzir a oração do Angelus.

Na alocução que precedeu a oração mariana, o Santo Padre dirigiu um pensamento às comunidades atingidas pelos abalos sísmicos que nestes dias sacudiram a região italiana da Emilia Romagna – norte da Península –, obrigadas a celebrar a missa ao ar livre ou em tendas porque suas igrejas foram destruídas ou danificadas.

Em seguida, detendo-se sobre o dom extraordinário da Eucaristia, dirigiu um convite a se redescobrir o valor da Adoração Eucarística.

O Pontífice recordou que a festa de Corpus Christi (cuja solenidade a Igreja no Brasil celebrou na última quinta-feira, dia 7) é um "grande ato de culto público da Eucaristia", Sacramento no qual o Senhor "permanece presente para além do tempo da celebração".

Nas igrejas – observou – "o lugar mais sagrado é justamente onde se custodia a Eucaristia". Daí, o Papa dirigiu um pensamento às vítimas dos terremotos no norte da Itália:

"A esse propósito, não posso deixar de pensar com comoção nas numerosas igrejas que foram gravemente danificadas pelo recente terremoto na Emilia Romagna, ao fato que também o Corpo eucarístico de Cristo, no tabernáculo, em alguns casos ficou sob os escombros. Com afeto rezo pelas comunidades que com os seus sacerdotes devem se reunir para a santa missa ao ar livre ou em grandes tendas; agradeço-lhes pelo testemunho e pelo que estão fazendo em favor de toda a população."

"É uma situação – prosseguiu – que ressalta ainda mais a importância de ser unidos em nome do Senhor, e a força proveniente do Pão eucarístico."

Da fração desse Pão – disse – "nasce e se renova a capacidade de partilhar também a vida e os bens, de carregar o peso uns dos outros, de ser hospitaleiros e acolhedores".

Em seguida, reiterou a importância das procissões com o Santíssimo Sacramento e convidou os fiéis a professarem o culto da Eucaristia não somente durante a missa:

A oração de adoração pode ser feita quer pessoalmente, detendo-se em recolhimento diante do tabernáculo, quer de forma comunitária, inclusive com salmos e cantos, mas sempre privilegiando o silêncio, em que ouvir interiormente o Senhor vivo e presente no Sacramento."

Após o Angelus, o Santo Padre saudou com afeto os peregrinos poloneses, recordando que o Cardeal Secretário de Estado, Tarcisio Bertone, encontra-se na Polônia para celebrar os 25 anos da viagem apostólica de João Paulo II a sua terra natal e para inaugurar um Centro de estudos dedicado ao Beato Wojtyla. O fruto dessa viagem é justamente "a Festa da Eucaristia", celebrada neste domingo em ?ódz. Ademais, falando em italiano, Bento XVI recordou que na próxima quinta-feira, dia 14, celebra-se o Dia Mundial da Saúde. Nesse contexto, convidou os doadores de sangue a esse gesto de solidariedade indispensável para muitos doentes:

"Expresso meu grande apreço àqueles que praticam essa forma de solidariedade indispensável para a vida de muitos."

O Santo Padre concedeu a todos os presentes a sua Bênção Apostólica.

(RL) - Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.