Medalha Milagrosa

Inglaterra: Mulheres despedidas por usarem crucifixo

Lisboa, 15 mar (Ecclesia) – Uma enfermeira britânica e uma hospedeira de origem egípcia foram despedidas pelas respetivas entidades patronais, em Londres, por usarem crucifixo no desempenho das suas funções, adianta hoje a Fundação Ajuda a Igreja que Sofre.

Em nota publicada através do seu site oficial, a organização católica explica que Shirley Chaplin e Nadia Eweida foram afastadas dos seus postos de trabalho por se recusarem a retirar os símbolos cristãos que usavam ao pescoço.

As duas mulheres “decidiram apresentar queixa no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, alegando estarem a ser vítimas de discriminação religiosa”, acrescenta a Fundação que presta auxílio aos cristãos de todo o mundo.

A companhia aérea British Airways, responsável pelo caso que envolve a hospedeira egípcia, já confirmou a situação, alegando que “os seus funcionários podem usar joalharia, incluindo símbolos religiosos, mas apenas se forem usados sob o uniforme, pelo que não se trata de uma proibição”.

AIS/JCP - Agência Ecclesia

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.