Medalha Milagrosa

Bento XVI no Angelus: Deixemo-nos tocar e purificar por Cristo

Cidade do Vaticano, 12 fev (RV) – O resquício da neve pelas ruas da cidade de Roma não impediu que inúmeros fiéis e peregrinos viessem à Praça S. Pedro para ver e ouvir o Papa rezar o Angelus dominical.

Na alocução que precedeu a oração mariana, Bento XVI comentou o Evangelho deste domingo, que mostra Jesus em contato com a forma de doença considerada, naquele tempo, a mais grave, a ponto de tornar a pessoa "impura" e de exclui-la das relações sociais: a lepra.

Enquanto Jesus pregava pelos vilarejos da Galileia, um leproso veio ao seu encontro e disse: "Se queres, tens o poder de purificar-me!". Jesus não fugiu ao contato com aquele homem, pelo contrário, movido de compaixão, estendeu a mão e o tocou – superando a proibição – e lhe disse: "Eu quero, sê purificado!".

"Neste gesto e nas palavras de Cristo há toda a história da salvação, está encarnada a vontade de Deus de nos curar, de nos purificar do mal que nos desfigura e que prejudica as nossas relações."

Neste contato entre a mão de Jesus e o leproso, toda barreira entre Deus e a impuridade humana é abatida, não certamente para negar o mal, mas para demonstrar que o amor de Deus é mais forte do que todo mal. "Jesus se fez 'leproso' para que nós fôssemos purificados" – explicou o Pontífice.

E citou a experiência de S. Francisco, que só se sentiu purificado quando venceu seu temor e abraçou um leproso. Naquele momento, disse o Papa, Jesus curou Francisco da lepra, ou seja, do seu orgulho, e o converteu ao amor de Deus. "Eis a Vitória de Cristo, que é a nossa cura profunda e a nossa ressurreição e vida nova!"

Por fim, Bento XVI recordou que no sábado (11 de fevereiro) a Igreja celebrou Nossa Senhora de Lourdes:

"A Santa Bernardette, Nossa Senhora entregou uma mensagem sempre atual: o convite à oração e à penitência. Por meio de sua mãe, é sempre Jesus que nos vem ao encontro, para nos libertar de toda doença do corpo e da alma. Deixemo-nos tocar e purificar por Ele, e usemos misericórdia com os nossos irmãos!"

O Papa se despediu dos fiéis na Praça S. Pedro, fazendo votos a todos de um bom dia e de uma boa semana e falou: "Sem neve no próximo domingo!" (BF)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.