Medalha Milagrosa

Toma posse o novo bispo da diocese de Guarulhos

Dom_Joaquim_Justino_CarreiraSmart.jpgO povo da diocese de Guarulhos (SP) lotou o ginásio Paschoal Thomeu, na tarde do último domingo, 22, para celebrar a posse do seu 3º bispo diocesano, dom Joaquim Justino Carreira. A celebração foi presidida pelo arcebispo de São Paulo (SP), cardeal dom Odilo Pedro Scherer, e concelebrada por dom Luiz Gonzaga Bergonzini, agora bispo emérito de Guarulhos, além de 19 bispos e vários padres.

Após a leitura da bula pontifícia na qual o papa Bento XVI nomeia o novo bispo para Guarulhos, dom Odilo e dom Luiz entregaram o báculo, sinal do pastoreio, a dom Joaquim, que sob os aplausos dos fiéis tomou posse oficialmente como bispo de Guarulhos. A partir desse momento, ele também assumiu a presidência da celebração.

Em nome da diocese, um casal de leigos, uma religiosa e um padre, prestaram obediência e respeito ao novo bispo. “Querido dom Joaquim, nós o acolhemos com alegria de uma família que acolhe o pai em casa. É agora o pai espiritual de todos os filhos da cidade de Guarulhos. E como nosso bispo e pastor, lhe prometemos, com lealdade e obediência, ouvir e seguir os vossos ensinamentos”, manifestou Geraldo Magela de Paula Souza, que, acompanhado de sua esposa, Sueli Rodrigues dos Santos Souza, representou os leigos da diocese.

O vigário geral da diocese, padre Antônio Bosco, expressou, em nome do clero local, a obediência filial dos padres e diáconos guarulhenses. “Seja esse nosso gesto de obediência inspirado no sim de Maria, virgem obediente e fiel”, afirmou.

Ao saudar dom Joaquim, dom Odilo Pedro Scherer, manifestou a alegria em poder testemunhar o momento e fez uma breve reflexão sobre quem é o bispo na diocese. “De fato, o bispo, na nossa Igreja Católica, desempenha o papel de sucessor dos apóstolos. Ele é o encarregado maior de zelar pelo bem da Igreja, portanto, zelar pelo bem da vida da Igreja local”, explicou o cardeal. “A exemplo, e por encargo do pastor que é Jesus, o bispo tem a missão de ser pastor do povo e prover a caridade pastoral, a justiça, o respeito pela pessoa, a atenção por todos os necessitados, especialmente os doentes, os pobres e aqueles que não têm a sua dignidade reconhecida”, destacou o arcebispo.

Em sua primeira homilia como bispo de Guarulhos, dom Joaquim afirmou acolher com profundo respeito e obediência a missão confiada a ele pelo papa, consciente de que é o próprio Jesus, o bom pastor, que o chama e o envia para anunciar o Evangelho.
“A Palavra de Deus também nos apresenta a missão da Igreja, como continuadora da missão de Jesus: Anunciar ao mundo a vontade de Deus; a vocação dos apóstolos e dos discípulos de Cristo; a formação e o envio de pessoas que evangelizem e a orientação para que todos participem do Reino de Deus, vivendo na justiça e no amor”, exortou.

Por fim, dom Joaquim afirmou que Deus o chamou para a “querida cidade de Guarulhos para testemunhar que é possível o encontro pessoal com Jesus Cristo através da experiência da misericórdia e do perdão. “O Senhor me chamou e me trouxe aqui para anunciar que: o tempo já se completou, o Reino de Deus está próximo, que todos somos peregrinos, rumo à vida eterna e somente o amor e a caridade permanecem para sempre”.

Fonte e foto: CNBB

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.