Medalha Milagrosa

Papa na Audiência Geral: transformar as cruzes da vida em sacrifício de amor a Deus

Cidade do Vaticano, 11 jan (RV) – O Papa Bento XVI realizou esta quarta-feira, na Sala Paulo VI, a Audiência Geral na presença de milhares de peregrinos e fiéis oriundos de várias partes do mundo.

Nesta segunda Audiência Geral do ano, Bento XVI falou em sua catequese sobre a oração de Jesus na Última Ceia – momento em que Ele celebra a sua Páscoa, antecipa sua Cruz e Ressurreição, e institui o Sacramento da Eucaristia, o "Sacramento do amor".

A grande oração do Senhor se expressa com seus gestos e palavras sobre o pão e o vinho. Com a Eucaristia, a Igreja responde ao mandamento de Jesus: "Fazei isso em memória de mim", e repete esta oração nas palavras da consagração com as quais o pão e o vinho se transformam no Corpo e no Sangue do Senhor.

Assim, cada um de nós, participando da Eucaristia, alimentando-nos com essas espécies, unimos nossa oração à oração de Cristo, para que nossa vida não se perca, e não obstante a nossa debilidade, ela seja totalmente transformada.

Eis o resumo da catequese que o Santo Padre pronunciou em português, seguida de sua saudação aos fiéis de língua portuguesa:  

"Queridos irmãos e irmãs, no contexto da nossa reflexão sobre a oração de Jesus, detemo-nos hoje na Última Ceia. No núcleo desta Ceia, temos a instituição da Eucaristia feita com palavras de ação de graças, louvor e bênção a Deus sobre o pão e o vinho e com gestos de partilha e entrega dos mesmos aos seus discípulos. Jesus, porém, acrescenta que, no pão e no vinho, Se oferece e comunica a Si próprio. Mas como pode dar-Se a Si mesmo, naquele momento? Ele sabe que a vida está para lhe ser tirada através do suplício da cruz; e, antecipando-Se, oferece a vida e, deste modo, transforma a sua morte violenta num acto livre de doação de Si próprio aos outros e pelos outros. A violência sofrida transforma-se num sacrifício ativo, livre e redentor. Por nossa vez, ao participar na Eucaristia, vivemos de forma sublime a oração que Jesus fez, e continua a fazer, por todos e cada um de nós para que o mal não triunfe na nossa vida, mas seja vencido em nós graças à força transformadora da morte e ressurreição de Cristo.
Saúdo cordialmente os peregrinos de língua portuguesa, desejando-vos que o ponto mais alto da vossa oração seja uma digna participação na Eucaristia para poderdes, também vós, transformar as cruzes da vossa vida em sacrifício livre de amor a Deus e aos irmãos. Obrigado pela vossa presença. Ide com Deus." (BF)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.