Medalha Milagrosa

Será canonizada a primeira "pele vermelha" da América

Cidade do Vaticano, 20 dez - Em breve será canonizada a primeira “pele vermelha” da América. Catarina Tekakwitha é uma das próximas quatro Santas das quais Bento XVI reconheceu a intercessão de um milagre. Catarina Tekakwitha, nasceu em 1656 nos Estados Unidos e faleceu em 1680 no Canadá. Sua mãe era uma indígena cristã e seu pai chefe indígena da nação Mohawks. Ao final de sua curta vida, tornou-se conhecida por seus feitos milagrosos e fez com que outros indígenas se convertessem ao cristianismo.

O processo de sua canonização começou em 1884. Em 1943, o Papa Pio XII a declarou venerável e, em 1980, foi beatificada por João Paulo II. Com o novo milagre reconhecido, Catarina já pode ser canonizada. Sua festa litúrgica já é comemorada em 14 de julho.

O reconhecimento está entre os vinte e três milagres autorizados ontem pelo Santo Padre, entre os quais também se encontra o reconhecimento de um milagre de Padre Luigi Novarese (19 14-1984), sacerdote fundador da Pia União Primária dos Silenciosos Operários da Cruz. Novarese trabalhava na sessão de relações exteriores da Secretaria de Estado vaticana durante a Segunda Guerra Mundial e era responsável pelo programa do então Papa Pio XII para a assistência aos refugiados nos conventos e em estruturas eclesiásticas sob ocupação nazista.

Os milagres foram promulgados em decretos da Congregação para a Causa dos Santos em audiência ocorrida ontem de manhã ao Prefeito da congregação, Cardeal Angelo Amato. (SP)

Fonte e foto: Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.