Medalha Milagrosa

Reunião das Superioras Gerais no Brasil

Delegadas da União Internacional de Superioras Gerais se encontram em Aparecida-SP, desde o último dia 27. O evento reúne cerca de 31 países e termina no próximo dia 03 com a celebração eucarística no Santuário de Aparecida.Dois momentos marcaram as reflexões da quarta-feira, 30 de novembro, que deram continuidade a metodologia ver, julgar e agir, sobre o tema Jesus transfigurado – rosto que nos põe a caminho.
Release

Irmã Vera, após a introdução que retomava o caminho feito a partir do “ver a realidade”, fez uma iluminação bíblica que favorece o julgar, olhando para a realidade através da luz da transfiguração. Apresentou um quadro sinótico, mas se deteve no evangelho de Marcos. Entre vários aspectos apresentados sobre o texto, destaca-se o significado da transfiguração de Jesus. A transfiguração, antes de mais nada, não significa  uma demonstração do poder de Jesus. De fato, o evangelista usando o verbo na voz passiva, destaca que a transfiguração é uma ação de Deus Pai: é o Pai que transfigura Jesus e mostra a sua glória, justamente no momento no qual ele assume a nossa  fraqueza e caminha para a cruz.

Pensar que a transfiguração é obra do Pai convida a Vida Religiosa a assumir a dimensão contemplativa da existência e a acreditar que na sua situação de pobreza de cruz, a força e a glória de Deus se manifestam.“Convidamos o grupo a se perguntar sobre alguns elementos importantes da transfiguração: como podemos ser rostos transfigurados de Deus no meio do povo; a decisão de Jesus de descer a montanha rumo a Jerusalém para entregar a vida, o outro como companheiro: Jesus não sobe a montanha sozinho, sobe com os outros; o universo todo presente na transfiguração, a nuvem como o divino presente, e junto a esta realidade.

Irmã Vera Bombonato e Irmã Lúcia Weiler encerraram sua reflexão teológica, trazendo a imagem pescada da Santa de Aparecida, com a cabeça separada do corpo, lembrando que Maria se faz solidária com os rostos desfigurados de ontem e de hoje. As duas teólogas coroaram a santa após unir cabeça e corpo, lembrando que Maria, cuidada e vestida pelos pescadores, é aquela Mãe a qual os filhos querem bem vestida, ornada, coroada, bonita, merecedora de respeito e admiração porque é Mãe.

CNBB

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.