Medalha Milagrosa

Arquidiocese de Salvador inaugura presépio na Av. Paralela

Na próxima segunda-feira, 28 de novembro, a Arquidiocese de Salvador inaugura o Presépio do Salvador, monumento para o natal que será instalado no canteiro central da Avenida Paralela, na capital baiana. A instalação faz parte do projeto Salvador Cidade Natal do Brasil, iniciativa da arquidiocese através da Pastoral de Comunicação, que visa resgatar o autêntico espírito natalino, centrado na figura do Deus Menino. O Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, scj presidirá a cerimônia de inauguração que acontece às 18h.

“O Natal é a proclamação de uma certeza: Deus nos ama infinitamente e tem sua expressão concreta na cena do presépio, armado em nossas casas e em nossas igrejas. Mas não basta isso: é preciso que outros descubram as dimensões do amor de Deus e tenham, também, a possibilidade de contemplar a grandeza de Seu amor. Daí a importância dos presépios em locais públicos – isso, em qualquer cidade. Salvador tem um compromisso a mais com presépios: nossa cidade traz em seu nome o gesto daquele que assumiu nossa carne e passou a morar entre nós”, explica o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, scj.
Confeccionadas em fibra de vidro, as imagens do presépio monumento reproduzirão as figuras de Jesus, Maria e José, além dos reis magos e alguns animais. A obra do artista plástico Ivo Gato será instalada em um praticável de 1,5m de altura, a composição passará de cinco metros e contará com iluminação cênica. Para a realização do projeto a Arquidiocese fechou parcerias com diferentes instituições como o Colégio Salesiano Dom Bosco, Governo do Estado, Prefeitura de Salvador, Hospital São Rafael, Universidade Católica do Salvador e a Rede Bahia.

Sobre presépio - O presépio é um elemento usado para reviver o nascimento de Cristo. Conta a história, que Maria e José não encontraram abrigo, e Jesus nasceu em um lugar muito simples cercado de animais. A interpretação para este fato é que o Menino Deus veio para todos, especialmente aqueles mais pobres. Para recontar esta história, São Francisco de Assis, em 1223, montou o que seria o primeiro presépio vivo, quando foi festejar a noite de Natal na floresta. A idéia era explicar o Natal para as pessoas mais simples e, para isso, ele transportou uma manjedoura, um boi e um burro, recriando as circunstâncias em que Jesus nasceu. Daí em diante, o presépio passou a ser montado em igrejas, conventos e também nas residências, espalhando-se por todo o Ocidente.
 
Fernanda Santana - Arquidiocese de São Salvador da Bahia

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.