Medalha Milagrosa

Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé participa de entrevista coletiva

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé do Vaticano, cardeal William Joseph Levada, conversou com jornalistas na manhã de ontem, segunda-feira, 21, em Belo Horizonte. O cardeal participa na capital mineira do Simpósio Nacional O Dom do Celibato, que ocorre até a próxima quarta-feira, 23, na PUC-Minas. Entre os principais pontos abordados, o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé falou sobre a importância do celibato para o ministério sacerdotal.

Para o cardeal William Joseph Levada, o celibato é muitas vezes questionado por não ser uma condição natural. Citou o Livro do Gênesis ao argumentar que Deus criou o homem e a mulher para que vivessem juntos e se completassem. Mas, em seguida, lembrou do exemplo de Jesus Cristo, que dedicou sua vida à humanidade, para dizer que o sacerdote, ao viver o celibato, trilha “um caminho que permite maior dedicação ao ministério”. “Jesus não se dedicou a uma família específica”, disse o cardeal, enfatizando que o celibato é um verdadeiro dom de Deus.

Durante a entrevista, o cardeal William Levada definiu o celibato como “testemunho de dedicação ao povo e à Igreja, um caminho para o sacerdote seguir o exemplo de Jesus. O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé falou sobre os desafios que são colocados pela sociedade atual, marcada pela forte presença da internet. Para o cardeal, não só a Igreja, mas também todos os segmentos do mundo contemporâneo devem se preocupar com a manutenção de “valores inegociáveis”, na vida digital.

O arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, que participou da entrevista coletiva, completou dizendo que o papa Bento XVI já havia apontado as redes sociais como um importante caminho para a evangelização, sobretudo dos mais jovens. Mas, ao mesmo tempo, o papa demonstrou preocupação com “as responsabilidades éticas na cultura digital”. Dom Walmor lembrou que é um compromisso da Igreja trabalhar para levar “a força dos valores, o caminho da fé e o compromisso humanístico” também para o ambiente on-line.

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé fica até quarta-feira, 23, em Belo Horizonte, quando termina o Simpósio Nacional, que conta também com a presença do Núncio Apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri.

Balanço do primeiro dia

O núncio apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, que participa do Simpósio, fez um balanço do primeiro dia do encontro. Na oportunidade, o núncio falou sobre o celibato na vida sacerdotal.

Dom Lorenzo Baldisseri citou as palestras realizadas para lembrar que nos primeiros séculos depois de Cristo muitos sacerdotes já viviam o celibato. O núncio elogiou a apresentação do prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, cardeal William Joseph Levada. Segundo suas próprias palavras, foi “uma ampla apresentação teológica, cristológica, eclesiológica e escatológica” da vivência do celibato.

Para dom Lorenzo Baldisseri, viver o celibato na atualidade é um grande desafio, “pois a cultura atual não segue a direção de se preservar este dom”. O núncio disse que a vida em castidade é “total entrega a Deus” e ensinou um importante caminho para fortalecer o celibato: “O padre deve ser um homem de oração, capaz de unir-se a Deus”.

CNBB

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.