Medalha Milagrosa

Basílica da Natividade poderá ser Patrimônio da Humanidade

Belém, 05 out - A Igreja da Natividade de Belém, Patrimônio da Humanidade já em 2012? É o que esperam os palestinos depois que no último dia 31 de outubro a Palestina tornou-se membro a pleno título da UNESCO, a agência da ONU para a cultura, a ciência e a educação. Os palestinos, de fato, poderão ratificar a Convenção de 1972 sobre o Patrimônio mundial, que permitirá a eles solicitar que alguns locais no seu território sejam inseridos no Patrimônio da UNESCO.

Todavia, segundo quanto referiu nesta sexta-feira à agência SIR o Custódio da Terra Santa, Frei Pierbattista Pizzaballa, “a Custódio, o Patriarcado greco e o armênio, que administram a Basílica da Natividade, exprimem perplexidade sobre esse pedido à UNESCO. Não temos nenhum problema pelo reconhecimento da cidade de Belém como Patrimônio da UNESCO – declara o Custódio – mas não somos, ao invés, entusiastas no que se refere à Basílica da Natividade. Trata-se de uma iniciativa que nos complica a administração da mesma porque segundo as normas da UNESCO o responsável pela gestão dos lugares, diante da agência da ONU, é o governo e não o proprietário do local”.

“Como Custódia, Patriarcado Greco e Armênio pedimos oficialmente à Autoridade Nacional Palestina que faça o pedido somente para a cidade deixando fora a Basílica, a ser inserida eventualmente num segundo momento, quando a situação, também política, será mais calma”.

O temor de Frei Pizzaballa é que “os lugares santos sejam usados para fins políticos”, vista também a recente solicitação por parte do Presidente Abu Mazen à ONU do reconhecimento do Estado palestino. “Neste momento não queremos tornar, de um lado, os guardiões de Lugares administrados por governos, e do outro, ser instrumentalizados por questões nas quais os lugares santos não devem entrar”.

A Autoridade palestina, como referido pelo Patriarcado latino de Jerusalém, tinha já formalmente apresentado, no último mês de fevereiro, a candidatura de Belém, cidade natal de Jesus, como Patrimônio da Humanidade. Mas por uma questão de status, o pedido fora negado.

O pedido será novamente feito no mês de junho de 2012 em San Petersburgo e a decisão definitiva será anunciada um mês depois. Significativo, sobre a questão, o título do “dossiê” apresentado pelos palestinos em favor de Belém, Patrimônio da Humanidade: “A casa natal de Jesus: Igreja da Natividade e o caminho de peregrinação”.

Belém é o principal local turístico dos Territórios palestinos. A cidade recebeu uma multidão recorde de fiéis durante o último Natal e acolheu, em 2010, cerca de um milhão e meio de visitantes. O objetivo para 2011 é de superar os dois milhões. (SP)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.