Medalha Milagrosa

Círio de Nazaré: Papa envia mensagem ao povo do Pará

Belém, 10 out - A celebração do Círio de Nazaré recebeu mais de 2 milhões de pessoas diante da Catedral da Sé, em Belém, neste domingo (9). O Arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, rezou a missa que marcou o início da procissão do também chamado “Natal dos paraenses”. Foram 3,6 quilômetros até a Praça do Santuário, onde a imagem da Virgem fica exposta em um altar para visitação dos fiéis por 15 dias.

De acordo com a Arquidiocese de Belém, o Círio de Nazaré é considerado a maior manifestação religiosa da América Latina e é realizado desde 1793. Todo o trajeto e feito com seis pedaços de corda de duas polegadas de diâmetro, que totalizam 400 metros de comprimento e cerca de 500 quilos.

A celebração do Círio de Nazaré motivou uma nota enviada pelo Secretário de Estado Tarcísio Bertone, em nome do Papa Bento XVI ao Arcebispo de Belém e ao povo paraense:.

"No segundo domingo de outubro, o Santo Padre deseja unir-se aos peregrinos paraenses e àqueles vindos de tantas partes do Brasil que, reunidos em Belém do Pará, recorrem ao amparo maternal de Nossa Senhora para obter de seu Divino Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo as graças necessárias para perseverar na fidelidade ao Evangelho. Ao mesmo tempo que exorta todos a seguirem o exemplo de Maria, que conservava as palavras de Cristo meditando-as no seu coração (cf. Lc 2,19), para que nunca se cansem de implorar e servir o Reino de Cristo no coração de todos os membros da família humana, Sua Santidade o Papa Bento XVI, em penhor de abundantes graças celestiais para poderem dar cumprimento a quanto aí se propuseram fazer na fidelidade a Cristo e à sua Igreja, concede a todos os romeiros uma propiciadora Bênção Apostólica".

A peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Nazaré começou na sexta-feira (7), com o traslado Ananindeua/Marituba. Os fiéis fizeram o percurso de 55 km em 12 horas. Essa foi a primeira das 11 romarias da festa. No sábado (8), a imagem peregrina seguiu pela romaria rodoviária, que começou após missa na Matriz Nossa Senhora das Graças, em Ananindeua, às 5h30. O trajeto terminou em Icoaraci, com parada no trapiche para colocação da berlinda em uma embarcação. Às 9h, a imagem seguiu pela romaria fluvial, também chamada de Círio das Águas, que terminou na Praça Pedro Teixeira, em Belém, ao lado da Estação das Docas.

No começo da tarde de sábado, 15 mil motociclistas conduziram a imagem na moto romaria, criada em 1990. Eles levam a berlinda até o Colégio Gentil Bittencourt. Os peregrinos, então, viveram um dos momentos mais esperados n o Círio, que é a descida da imagem original de Nossa Senhora de Nazaré, que está guardada no altar-mor da Basílica Santuário de Nazaré. A imagem, que tem 28 centímetros, foi encontrada por Plácido de Souza, em 1.700, vai ficar guardada em um nicho no presbitério durante todas as celebrações do Círio. Para encerrar a festa nazarena do sábado, a missa da trasladação foi realizada na Catedral de Belém.

A imagem peregrina ainda será conduzida por ciclistas na ciclo romaria, com saída às 8h e retorno até a Praça Santuário, no sábado (15). Às 16h, a Virgem será levada na romaria da juventude, com saída da Igreja de Santa Maria Goretti e chegada novamente à Praça Santuário. No domingo (16), a romaria das crianças deverá reunir cerca de 250 mil pessoas e deve contar com carros de anjos, dos milagres e o cibório (nicho onde a imagem de Nossa Senhora de Nazaré é levada). No último domingo (23) de outubro será realizada a procissão da festa, com saída da Comunidade Santo Antônio Maria Zacarias. Na segunda-feira (24), a imagem original volta para a Basílica Santuário de Nazaré. A imagem peregrina ainda participa do Recírio, com missa e incineração simbólica das súplicas para o encerramento da festividade religiosa. (SP)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.