Medalha Milagrosa

Beato Anchieta, modelo de catequista

Mogi das Cruzes, 30 ago - Para marcar o Dia do Catequista, em 28 de agosto, a Diocese de Mogi das Cruzes (SP) promoveu uma série de atividades. Além da solene Eucaristia na Catedral de Sant'Ana, o Beato José de Anchieta foi proclamado padroeiro diocesano dos catequistas.

Para Dom Airton José dos Santos, “este é um importante momento para a Igreja de Mogi das Cruzes porque os catequistas são a alma das paróquias, das pastorais, dos grupos, da animação da vida cristã das comunidades”.

“Os catequistas são pessoas abnegadas, que dedicam boa parte do seu tempo para visitar famílias, fazer a catequese das crianças, jovens e adolescentes e preparam as pessoas para os sacramentos”.

Para Dom Airton, este foi o momento certo para fazer a distribuição do livro que conta a vida e a obra do Beato Anchieta. “Acredito que não existem coincidências, mas existe a presença de Deus nessas coisas” – disse ele, referindo-se ao trabalho de divulgação para a canonização de Anchieta, cujo vice-postulador é o Padre Armênio Rodrigues Nogueira.

Mencionando a última visita “Ad Limina Apostulorum” feita ao Papa Bento XVI no final de 2009, ele definiu o momento como “uma motivação para rezarmos pela canonização do Beato José de Anchieta”.

O Bispo lembrou que pouco tempo depois, a Arquidiocese de São Paulo, através de seu Arcebispo, Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, lançou uma campanha para tornar o Padre Anchieta mais conhecido e “aqui na Diocese achamos por bem propor Padre José de Anchieta aos catequistas como modelo e exemplo de catequista”.

A celebração fez parte das atividades preparatórias do Ano Jubilar da Diocese de Mogi das Cruzes. Em 2012 completam-se 50 anos da criação da Diocese. (CM)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.