Medalha Milagrosa

Bento XVI destaca visita apostólica durante Audiência Geral

Cidade do Vaticano, 08 jun - Quarta-feira, tradicional dia de Audiência Geral na Praça São Pedro. Pelas imagens do Centro Televisivo Vaticano, pudemos observar as bandeiras brasileiras que tremulavam. A primeira fala em língua portuguesa, antes mesmo das palavras de Bento XVI, destacou a Carta de São Paulo aos Colossenses.

Como de costume, na primeira Audiência Geral após uma viagem apostólica, o Papa recordou os principais fatos que marcaram sua passagem pela Croácia, no último fim de semana.

"Para mim foi muito importante confirmar na fé, sobretudo, as famílias, que o Concílio Vaticano II chamou como as Igrejas domésticas. O Beato João Paulo II, que esteve três vezes na Croácia, deu grande impulso ao papel da família na Igreja. Na Europa de hoje, as nações com sólida tradição cristã, têm uma responsabilidade especial em defender e promover o valor da família com base no casamento – que permanece decisivo – seja no campo da educação ou no campo social. Esta mensagem tem uma particular relevância para a Croácia, que é rica de patrimônio espiritual, ético e cultural, e está perto de entrar na União Europeia".

O claro apoio do Vaticano à entrada da Croácia na União Europeia foi reiterado mais uma vez durante o discurso de Bento XVI na manhã desta quarta-feira.

"Olhar a Europa do ponto de vista de uma nação antiga e sólida tradição cristã, que é parte integrante da civilização europeia e também se aproxima de entrar na unidade política, fez sentir novamente a urgência do desafio que se mostra hoje ao povo do continente europeu: de não ter medo de Deus, do Deus de Jesus Cristo que é amor e verdade, e não tira a liberdade, mas a concede e doa a um horizonte de esperança. Cada vez que o sucessor de Pedro realiza uma viagem apostólica, todo o corpo eclesial participa de algum modo do dinamismo de comunhão, de missão, próprios do seu ministério. Agradeço todos que me acompanharam e sustentaram com orações, querendo que minha visita pastoral transcorresse otimamente. Agradeçamos ao Senhor por essa grande doação e peçamos a ele pela intercessão da Virgem Maria, Rainha dos Croatas, que as sementes gerem frutos abundantes para as famílias croatas, para toda a nação e toda a Europa".

O Papa também falou em língua portuguesa. Ele resumiu a mensagem da visita apostólica à Croácia para os peregrinos lusófonos.


Queridos irmãos e irmãs,

Hoje gostaria de comentar brevemente a minha Visita Pastoral à Croácia, realizada no sábado e domingo passados, tendo como lema “juntos em Cristo”. O motivo principal da visita era a Primeira Jornada Nacional das famílias católicas croatas, cujo ponto culminante foi a celebração eucarística dominical, no hipódromo de Zagreb. Vivida no contexto da novena de Pentecostes, o clima espiritual se assemelhava a um grande cenáculo, com as famílias invocando juntas o dom do Espírito Santo. No dia anterior, ao entardecer, houve uma vigília com os jovens. Propus-lhes a pergunta que Jesus fez aos seus primeiros discípulos: “Que procurais?”, lembrando-lhes que a alegria da fé é descobrir que Deus é o primeiro a amar-nos. Outros dois momentos importantes da minha visita foram a celebração das vésperas na Catedral, com os bispos, sacerdotes, religiosos, seminaristas e noviços, e o Encontro no Teatro Nacional de Zagreb com expoentes ilustres da sociedade civil e religiosa, aos quais, falando da grande tradição cultural croata, recordei a profunda vocação da Europa de zelar e renovar um humanismo que possui raízes cristãs.

Amados peregrinos de língua portuguesa, sede bem-vindos! A todos saúdo com grande afeto e alegria, de modo especial a quantos vieram de Portugal e do Brasil com o desejo de encontrar o Sucessor de Pedro. Desça a minha bênção sobre vós, vossas famílias e comunidades. Ide em paz! (RB)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.