Medalha Milagrosa

Paquistão: Mais uma mulher cristã acusada de blasfêmia

Faisalabad, 23 fev - Novo caso de uma mulher cristã acusada de blasfêmia no Paquistão: trata-se de Agnes Nuggo, que foi presa em Faisalabad, na província de Punjab. A notícia foi comunicada à agência Fides pela Igreja local, que está trabalhando pela sua libertação. A mulher, de 50 anos, casada, com filhos, residente no bairro cristão de Waris Pura, foi acusada por alguns vizinhos muçulmanos de ter pronunciado insultos contra Maomé e contra o Islã. Ela afirma que é inocente. Segundo algumas religiosas, que a conhecem bem, a mulher teria caído na armadilha de alguém que queria vingar-se dela depois que concordara em testemunhar em tribunal por dinheiro.

“A situação é crítica para nós, cristãos - disse o pároco da área, padre Pascal Paulus, dominicano - os radicais islâmicos querem explorar tais casos, para atacar as minorias cristãs”. “Uma nova Asia Bibi”: assim definiu Haroon Barket Masih, da Fundação Masihi, que testemunhou como as famílias cristãs, muitas vezes ficam em silêncio por medo de retaliações, enquanto as instituições estão ausentes.

“Ser uma mulher cristã no Paquistão é um duplo desafio - disse o chefe da Organização das Mulheres Cristãs do Paquistão, Rosemary Noel – pois ser mulher significa também ser exposta a discriminações, violências e injustiças”. Com Agnes chegam a 16 as mulheres cristãs detidas entre 1987 e 2011, às quais se acrescentam uma muçulmana e uma hindu, mas se presume que há muitos casos não notificados. (SP)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.