Medalha Milagrosa

Bento XVI recebe novo embaixador da Áustria junto à Santa Sé

Cidade do Vaticano, 03 fev - Bento XVI recebeu em audiência, na manhã de hoje, o novo embaixador da Áustria junto à Santa Sé, Alfons Kloss, para a apresentação das credenciais. O Santo Padre manifestou satisfação para com o empenho do governo austríaco em relação à promoção da resolução sobre a liberdade religiosa, bem como falou sobre as raízes cristãs da Comunidade Européia, as relações entre Estado e religião e a defesa da família e do matrimônio.

“A construção de uma casa comum européia, para ter sucesso, precisa da fé vivida em Cristo e do amor pelo próximo, que se baseia na palavra de Jesus e no exemplo dos santos.” Nesse sentido, falando ao embaixador, o Papa exortou a pousar o olhar sobre o exemplo de quatro grandes testemunhos austríacos da fé, beatificados recentemente, que são Francisco Jagerstatter, Irmã Restituta Kafka, Laszlo Batthyany-Strattmann e Carlo I de Habsburgo.

“Uma Áustria – recordou o Pontífice – que sempre esteve próxima aos sucessores de Pedro. Um país que, na sua cultura, na sua história e no seu cotidiano, demonstrou sempre uma profunda fé católica – continuou -, como testemunham os milhares de fiéis que participaram da visita pastoral e da peregrinação ao santuário mariano de Mariazell há quatro anos.

O Santo Padre ressaltou a longa tradição austríaca em matéria de coexistência entre cultura e religião, contrastando com a constatação de que, em muitos países do Velho Continente, isso não acontece. “De um lado – observou o Papa – as autoridades políticas tentam excluir a religião da esfera pública, enquanto de outro querem secularizar a mensagem do Evangelho, adaptando-o à cultura atual.”

Falando sobre o reconhecimento da liberdade religiosa e o apoio da Áustria a essa questão, o Pontífice afirmou que essa atitude consente à Igreja desenvolver suas atividades em direção ao bem da sociedade, atuando no campo da educação e dos serviços caritativos.

Outro aspecto ressaltado foi a importância da família, “que representa um dos princípios fundamentais da vida humana e da ordem social”. “A Família – disse o Papa – é definida como escola da humanidade, que se funda no amor recíproco, na lealdade e na cooperação.” (ED)

Rádio Vaticano

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.