Medalha Milagrosa

Sinais de esperança: 3 diáconos haitianos entre os Claretianos, um ano depois do terremoto

Jimani - O Padre Geral da Congregação dos Claretianos, Pe. Josep Maria Abella, visitou pouco antes do Natal as áreas missionárias de Kasal e Nason no Haiti, e sobretudo encontrou a comunidade local dos Claretianos, que após 12 meses vive ainda o drama do terremoto, agravado pela epidemia de cólera, calamidades naturais, pela insegurança e violência.

Estavam presentes o Superior maior das Antilhas, Pe. Hector Cuadrado; o superior local, Pe. Joachim Grendotti; os padres Beauplan Derilus e Aníbal Zilli. Também estiveram presentes os novos diáconos haitianos: Pascal Renoncourt, Jeancius Pierre Louis e Lefranc Jeannot. Na nota enviada à Agência Fides, se refere que na reunião foi possível partilhar as preocupações e respostas que estão os Claretianos estão dando no Haiti. Uma missão com muitos desafios, mas que manifesta ainda mais forte o chamado a continuar a manter a presença dos missionários Claretianos no país.

Entre os muitos desafios, apareceu um sinal de esperança: a ordenação de três diáconos haitianos que se realizou em Jimani, na República Dominicana, na fronteira com o Haiti, onde os claretianos estão desenvolvendo um importante projeto missionário. O bispo que presidiu a cerimônia foi Dom Rafael Felipe , Bispo de Barahona, R.D. Estiveram presentes o Pe. Geral e Pe. Hector Cuadrado, CMF. Superior Maior das Antilhas, muitos claretianos e uma grande delegação de comunidades cristãs dos dois países. (CE)

Agência Fides

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.